Secretaria de Educação vai atender cerca de 47 mil alunos com testes de visão neste ano


A Secretaria de Educação de Joinville está ampliando os testes de acuidade visual que são realizados nos Centros de Educação Infantil e nas Escolas da Rede Pública Municipal para contemplar 47 mil crianças e adolescentes em 2022. O número representa um aumento de quase 90% em relação aos alunos que eram atendidos anualmente, em uma busca de recuperar as perdas no atendimento durante o período de ensino 100% remoto, quando não foi possível realizar os testes de forma contínua.

Em 2022, os atendimentos serão realizados com alunos novos e que apresentam reclamação em relação à visão de todas as faixas etárias, além de todos os alunos de 1º, 2º, 3º, 4º, 8º e 9º anos do Ensino Fundamental, das crianças de 1º e 2º períodos da Educação Infantil e dos alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Nos últimos anos, os testes de acuidade visual ajudaram a diagnosticar casos de estrabismo, glaucoma, ambliopia e catarata, além de ter identificado alunos com graus altos de miopia que nunca haviam usado óculos.

Para alcançar o número esperado de atendimentos, 192 servidores passaram por capacitação. São orientadores educacionais, professores de apoio pedagógico, gestores de escolas do campo e assistentes sociais que unem-se a outros profissionais da educação que já estavam capacitados para realizar os testes de acuidade visual no ambiente escolar e avaliar o número de alunos que necessitam de encaminhamento ao especialista.

A formação foi realizada por meio de uma parceria do Programa Saúde na Escola, da Secretaria de Educação, com a Secretaria da Saúde e o Hospital de Olhos Sadalla Amin Ghanem, por meio do oftalmologista Renan Ferreira de Oliveira.

Como funciona o teste de acuidade visual na Rede Pública Municipal de Joinville

Para avaliar a saúde ocular dos alunos, os servidores utilizam o Teste de Snellen, feito por meio de uma tabela formada por diversas linhas com letras que vão reduzindo de tamanho. Quando o estudante apresenta alteração no resultado, a direção da unidade escolar entra em contato com os familiares ou responsáveis para orientar sobre a necessidade de consulta com especialista.

Caso os familiares optem por realizar a consulta pelo Sistema Público de Saúde, o pedido de agendamento é encaminhado com aviso de prioridade pela direção da unidade por meio do sistema interno da Secretaria de Saúde de Joinville.

Comente com o Facebook