Operação Fio Desencapado: Em ação nesta sexta-feira, duas pessoas foram presas e 450 kg de materiais furtados apreendidos


A Prefeitura de Florianópolis, coordenada pela Secretaria de Segurança Pública, em conjunto com forças policiais da Capital, órgãos da administração municipal e empresas de telefonia, realizou na manhã desta sexta-feira, 29 de abril, uma força-tarefa que faz parte da quinta fase da Operação Fio Desencapado. 
 
Foram deflagradas duas prisões por compra de materiais furtados. Sete autos de infração foram emitidos e 450 kg de materiais apreendidos em ferros-velhos, entre fios, hidrômetros, centrais telefônicas e tampas de bueiro. 
 
A Operação contou com a participação de 204 agentes de diferentes órgãos: Guarda Municipal de Florianópolis, Superintendência de Serviços Públicos, Vigilância Sanitária, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Procon da Capital, Floram, Celesc e as operadoras de telefonia Oi, Vivo, Tim e Claro.
 
O prefeito de Florianópolis Topázio Neto solicitou e acompanhou a operação e ressalta que “a prefeitura e demais órgãos continuarão realizando esta operação e outras ações nesse sentido regularmente, buscando inibir ações criminosas que causam tanto prejuízo e proporcionando uma cidade mais segura”. 
 
Araújo Gomes, secretário municipal de Segurança Pública e coordenador da Operação, explica que a força-tarefa age na raiz do problema.
  
“Quando vamos diretamente em ferros e conseguimos comprovar que os materiais do estabelecimento são provenientes de furto, detendo os maiores responsáveis, que são aqueles que compram, quebramos uma corrente de criminalidade”
 
Operação
 
O objetivo da Operação Fio Desencapado é combater o crime de receptação de itens provenientes de furto, como cabos de comunicação, fios, placas de sinalização de trânsito, hidrômetros, entre outras. 
 
Desde a primeira fase da operação, já foram apreendidos cerca de 2,15 toneladas de fios de cobre. Ao todo, 13 pessoas foram detidas ou presas e mais de 80 autos de infração e multas foram emitidos.


Fonte: link

Comente com o Facebook