Fetrancesc busca apoio da Assembleia à melhoria de rodovias em Santa Catarina


O apoio à infraestrutura logística em Santa Catarina foi a pauta de visita do vice-presidente da Fetrancesc, Dagnor Schneider e dirigentes da entidade ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Moacir Sopelsa(MDB). A Federação das Empresas de Transportes de Cargas e Logística, que representa 13 sindicatos e mais de 20 mil empresas  alega que em 3,2 mil quilômetros de rodovias avaliadas numa pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), o percentual de avaliação entre regular, ruim ou péssimo ultrapassa a 70%, com reflexos no custo do transporte, prejuízo à logística e menos segurança nas estradas.

No encontro, o presidente Sopelsa se comprometeu com o empenho do Parlamento estadual em respaldar as reivindicações junto aos governos federal e estadual. O reflexo das condições de rodovias em riscos para usuários e o aumento de vítimas em acidentes, com os custos que representam também consta do documento encaminhado pelos dirigentes da Fetrancesc.  Em estradas da malha catarinense, o custo estimado para reconstrução, reparos  e manutenção, segundo a pesquisa da CNT alcança R$ 2,89 bilhões.

A Assembleia Legislativa respaldou repasse de recursos estaduais para investimentos em rodovias federais, especialmente as BRs 470, 162, 280 e 285, além da BR-282. Sopelsa entende que especialmente as BRs 470 e 282, consideradas as principais rodovias de ligação do Oeste ao Litoral, passando por Alto Vale e Vale do Itajaí, são rodovias essenciais ao escoamento da produção. E valoriza a recuperação da BR-163 até Dionísio Cerqueira, e a BR-280, acesso ao porto de São Francisco. O investimento na malha rodoviária estadual também carece investimentos, e o deputado cita o exemplo da ligação Concórdia, Seara e Chapecó, a SC-283 como fundamental para o escoamento da produção agroindustrial da região. “O parlamento reconhece a importância do segmento dos transportes e da segurança de boas estradas para todos os que nelas transitam”, diz o presidente Sopelsa.

Comente com o Facebook