Pescaria Mini Mané agrada participantes


Semana Santa está aí e pelo menos 50 pequenos garantiram a tilápia no Jardim Botânico de Florianópolis. A primeira Pescaria Mini Mané ocorreu este sábado (9), iniciativa conjunta da Superintendência de Pesca, Maricultura e Agricultura e Secretaria do Meio Ambiente da Prefeitura de Florianópolis. 
 
De acordo com o secretário Fábio Braga, “algumas crianças tiveram ali a primeira experiência com a prática tradicional de nossa cidade”. Além de educação ambiental e cultural, a ação monitorada resolve um problema de superpopulação de peixes no lago, aponta o secretário. Recentemente, com implantação de estacionamento, foi facilitado o acesso de visitantes de outros bairros ao Jardim Botânico no Itacorubi. A pista de caminhada foi triplicada.
 
O secretário adjunto do Meio Ambiente, Lucas Arruda, afirma que “tratou-se de ação isolada, apenas para diminuir a superpopulação de peixes, mas como foi excelente experiência, poderá ser repetida conforme análise dos técnicos da Smma”. 
 
Viria todo dia
 
Há dois anos sem pescar, Igor Cardoso Palhares André, de 11 anos, começou sua atividade na Pescaria Mini Mané até sem isca. Enquanto os monitores lhe ajudavam nisso, contou que costumava pescar com sua mãe, Soraya Cardoso, em cidade do interior. Ela aprendeu observando o avô que Igor nem chegou a conhecer. 
 
“Ela é corajosa, pega o peixe com a mão. Gostei bastante, viria todo dia se tivesse pescaria aqui no Jardim Botânico”, animou-se o garoto em conversa com Zenilto Custódio da Silva, um dos idealizadores do Cultiva Floripa pela Comcap, hoje na Superintendência de Pesca, Maricultura e Agricultura. 
 Zenilto informa que no lago do Jardim Botânico há carpas, tilápia e algumas traíras. Na Pescaria Mini Mané deu mais tilápias.
 
Os participantes receberam certificado assinado por Fábio Braga e pelo superintendente da Pesca, Maricultura e Agricultura, Adriano Weickert. 
 
O parque do Jardim Botânico ocupa área que entre as décadas de 1960 e 1990 abrigava o Centro de Treinamento (Cetre) da Epagri. Havia nessa área hortas, unidades de criação de animais, açude, infraestrutura para capacitação de extensionistas e agricultores.


Comente com o Facebook