Iniciativa de escola de Itajaí é destaque na Organização das Nações Unidas


O site da Organização das Nações Unidas (ONU) destacou nesta sexta-feira (08), o trabalho de combate ao desperdício de alimentos desenvolvido pela Escola Básica Judith Duarte de Oliveira, do bairro Itaipava. Para ver a reportagem completa, é só clicar aqui. A iniciativa, que envolveu 47 alunos dos 5º anos da unidade escolar, partiu da professora Patrícia Regina Wanderlinde Alves e surgiu após observar que o desperdício de alimentos ocorria na merenda e nos lanche escolares. O objetivo da iniciativa foi debater o desperdício de alimentos com os estudantes, promover conhecimentos e estimular práticas sustentáveis, o que deu origem ao projeto Tempo Esgotado. Através deste trabalho, os estudantes gravaram um curta-metragem sobre o tema, criaram folders e cartazes, que foram distribuídos dentro da escola, em ônibus e pontos comerciais e ainda fizeram palestras para outras turmas da escola, que foram gravadas e disponibilizadas em um canal do Youtube.

Clique aqui e assista a palestra da turma 501.
Clique aqui e assista a palestra da turma 502.

“Projetos como o da professora Patrícia são fundamentais para uma alimentação escolar sustentável. Segundo a coordenadora do projeto Consolidação de Programas de Alimentação Escolar na América Latina e no Caribe (Programa de Cooperação Internacional entre Brasil e a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura/-FAO), Najla Veloso, esse tipo de trabalho concilia o aprendizado dos estudantes com outras áreas do conhecimento, criando conexões entre as realidades locais e o e o dia a dia de cada um”, destacou um dos trechos da reportagem do site da ONU.

“As crianças realmente se empenharam e queriam fazer o máximo que podiam. Toda a construção dos vídeos e folders foi feita a partir de ideias delas. O projeto não só atingiu seu objetivo de levar o aluno a avaliar o consumo de alimentos, adotando melhores práticas para reduzir o desperdício, como transformou o ambiente da minha sala de aula e as experiências de aprendizado dos meus alunos para melhor”, contou a professora Patrícia em entrevista ao Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio).

Após compreenderem a importância de evitar o desperdício dos alimentos, os alunos deram outro passo importante: o de colocar comida nas mesas das famílias menos favorecidas. Foi aí que surgiu a campanha de arrecadação de alimentos. Até agora mais de 500 quilos já foram arrecadados e distribuídos para moradores do bairro Itaipava. Para a professora Patrícia, essa é só a primeira etapa de um projeto que será contínuo na unidade escolar.

“A fome não é uma vez ao ano, por isso o nosso projeto não se dá por encerrado. Vamos dar continuidade nos próximos anos, com as novas turmas, até porque a fome não espera. São pequenos gestos que fazem toda diferença e eu fico muito feliz ao ver os meus alunos sensibilizados com essa causa e por terem entendido o sentido de tudo isso”, destacou a professora Patrícia Regina Wanderlinde Alves, em reportagem veiculada no site do Município de Itajaí, em dezembro de 2021.

Comente com o Facebook