Casan cumpre pedido da Prefeitura e lança licitação para projeto de captação de água no Rio Uruguai


A Companhia Catarinense de Águas e Saneamento cumpriu mais uma das exigências da Administração Municipal de Chapecó e abriu nesta terça-feira a licitação para o projeto de captação de água no Rio Uruguai.

A licitação é para contratação de empresa para elaboração de projeto básico e orçamento de obra civil e materiais para captação, bombeamento e adução de água bruta do rio Uruguai até a Estação de Recalque de Água Bruta do Rio Tigre, no município de Guatambu.

As propostas devem ser enviadas até às 14h do dia 2 de maio. O edital está disponível no site da Casan (www.casan.com.br), no link licitações. O prazo de vigência do contrato é de 210 dias.

Um termo de compromisso foi assinado entre o prefeito João Rodrigues e a presidente da Casan, Roberta Mass dos Anjos, no dia 17 de fevereiro, para o cumprimento de metas de ações de combate à estiagem. O termo foi uma das exigências do prefeito João Rodrigues, diante da falta de água no município.

Atendendo as exigências Prefeitura, a estatal disponibilizou 34 caçambas, 10 retroescavadeiras e quatro tratores trabalhando na retirada da lama do reservatório do Lajeado São José.

Como o reservatório encheu, parte dos equipamentos foi deslocado para auxiliar a Prefeitura na abertura do reservatório do Parque do Eldorado. O lago está sendo construído numa área de 50 mil metros quadrados e terá capacidade para armazenar 85 mil metros cúbicos. Até o momento foram realizadas 20% das escavações.

Além disso 20 carretas foram contratadas para buscar água bruta no rio Uruguai e 15 caminhões-pipa para fornecer água potável direto para a população. Este serviço foi suspenso após o enchimento da barragem do Engenho Braun.

A Casan também instalou uma Estação Temporária, na Água Amarela, com capacidade para 30 litros por segundo. Isso é suficiente para atender 5% do consumo de Chapecó. Três poços já foram perfurados, no bairro Efapi, Distrito Industrial e Parque Medelin. Um quarto poço está sendo perfurado no bairro Boa Vista. Também será contratada uma draga, que vai ampliar o reservatório em 400 mil metros cúbicos

O investimento da Casan no momento é de R$ 35 milhões, sem contar o Projeto Rio Uruguai.

“Deste o início nós defendemos a captação no Rio Uruguai como a melhor solução para resolver o problema da falta de água em Chapecó”, disse o prefeito João Rodrigues.

Comente com o Facebook