Comissão do 7º Festival Brasileiro de Teatro Toni Cunha participa de formação e atua na curadoria dos trabalhos


A Comissão Técnica Organizadora do 7º Festival Brasileiro de Teatro Toni Cunha, evento que ocorrerá de 21 a 31 de julho em Itajaí, esteve reunida, nos últimos dias, de forma on-line e presencial para pensar a curadoria do evento. Entre os dias 15 e 18 de março, o grupo participou de uma oficina remota de curadoria, ministrada pelo ator, diretor, dramaturgo e curador convidado, Felipe de Assis. Felipe é baiano e organizador do FIAC Bahia, um dos mais importantes Festivais de Teatro do país. Já nos últimos dias de março, de 28 a 30, a Comissão fez a curadoria geral do festival, com encontros presenciais na Fundação Cultural de Itajaí.Felipe de Assis conduziu uma formação e consultoria aos membros da comissão para apresentar ferramentas, conceitos e preparar o grupo para a curadoria e organização do evento. Findada a oficina, Assis veio a Itajaí para supervisionar a curadoria nacional e realizar a seleção dos espetáculos locais que irão compor a programação do festival.

Felipe de Assis conduziu uma formação e consultoria aos membros da Comissão, para apresentar ferramentas, conceitos e preparar o grupo para a curadoria e organização do evento. Findada a oficina, Assis veio a Itajaí para supervisionar a curadoria nacional e realizar a seleção dos espetáculos locais que irão compor a programação do festival.Para Assis, o trabalho de curadoria nas artes cênicas vai além da seleção de espetáculos e montagem da programação do festival. Ele acredita que se trata de uma integração, uma incorporação e construção horizontal, com a mediação e articulação das atividades tendo como alicerces norteadores as obras artísticas, os artistas e o público.

A curadoria nacional é realizada por artistas locais, de diferentes gerações, com trajetórias diversas, que participam a partir de discussões de um grupo de trabalho que nasceu na Câmara Setorial de Teatro e Circo, vinculada ao Conselho Municipal de Políticas Culturais de Itajaí. São eles: Denise da Luz, Jônata Gonçalves e Mauro Filho. Já a curadoria local é de responsabilidade de Felipe de Assis.“Este tipo de movimento que Itajaí está fazendo de apoiar essa cadeia produtiva, envolver os artistas locais em todo esse processo, conecta a cidade com o mundo todo É uma atitude de vanguarda, tanto do ponto de vista econômico, educacional, quanto artístico”, pontua o curador convidado. 

Conheça a Comissão Técnica e a Curadoria do 7º Festival Brasileiro de Teatro Toni Cunha  no arquivo disponível ao final desta matéria.

Comente com o Facebook