Blumenau registra cerca de 1,8 mil focos do mosquito Aedes Aegypti e mais de 200 casos de Dengue este ano


De janeiro até esta segunda-feira, dia 28, os agentes de endemias da Secretaria de Promoção da Saúde (Semus) já encontraram cerca de 1.800 focos com larvas do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre amarela, zika e chikungunya, em Blumenau. O número é bem superior ao mesmo período do ano passado, quando haviam 1.217 focos registrados. Até agora, o município registra 604 notificações. Destes, 211 são casos confirmados, sendo seis casos importados, três indefinidos e 202 autóctones, ou seja, contraídos em Blumenau. 

Nesta terça e quinta, dias 29 e 31, equipes da Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado (DIVE) voltam a realizar a pulverização automatizada, no bairro Escola Agrícola que concentrar 50% dos locais de contaminação no município. 

Diariamente os trabalhadores da secretaria fazem visitas de orientação nas casas das regiões que apresentam número de foco elevado. Além disso, também fazem a pulverização manual com Ultra Baixo Volume (UBV), popularmente conhecido como fumacê, nos bairros Garcia, Velha Itoupava Norte, Água Verde e Vila Nova. A ação acontece diariamente a partir das 5h da manhã.

Atualmente, dos 35 bairros da cidade, 17 são considerados infestados e são monitorados diariamente. São eles: Água Verde, Centro, Do Salto, Escola Agrícola, Garcia, Fortaleza, Itoupavazinha, Itoupava Norte, Itoupava Seca, Jardim Blumenau, Ponta Aguda, Salto do Norte, Tribess, Velha, Velha Central, Vila Nova e Victor Konder.

Legislação Estadual
A Lei Estadual nº 18.024 de outubro de 2020, estabelece normas para evitar a propagação de doenças transmitidas por vetores – Febre Amarela (Aedes Albopictus) e Dengue (Aedes Aegypti) no Estado de Santa Catarina. Proprietários de imóveis residenciais e comerciais poderão ser multados caso sejam notificados e não cumpram medidas de controle que impeçam a proliferação do mosquito.

A multa para proprietários de estabelecimentos residenciais pode chegar a R$ 1 mil, podendo dobrar em caso de reincidência. Já em estabelecimentos comerciais pode é passível de advertência, e pode inclusive resultar na cassação da autorização de funcionamento do estabelecimento.

Moradores de Blumenau internados
Nesta segunda-feira, dia 28, Blumenau registra 24 pessoas internadas em três hospitais da cidade. Todos os pacientes estão em enfermaria e são casos considerados suspeitos de Dengue, aguardando o exame laboratorial.

Testagem contra a Dengue
Atualmente, não há um teste rápido para diagnóstico de Dengue reconhecido com validade para confirmação de diagnóstico. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) exige que os exames para diagnóstico da doença passem pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). Isso também inclui os exames feitos na rede particular que necessitam ser coleta e encaminhados para o Lacen. As equipes das unidades Estratégia Saúde da Família (ESF) e Ambulatórios Gerais já estão orientadas.

O usuário precisa coletar amostra de material em unidade de saúde da atenção básica do município. O material é enviado para que o Lacen, faça análise do material que o resultado é emitido em cerca de 10 dias.

Sinais e sintomas
A primeira manifestação da dengue é a febre alta (39° a 40°C) de início abrupto, que tem duração de dois a sete dias, associada à dor de cabeça, fraqueza, dores no corpo, nas articulações e no fundo dos olhos. Manchas pelo corpo estão presentes em 50% dos casos, podendo atingir face, tronco, braços e pernas. Perda de apetite, náuseas e vômitos também podem estar presentes.

As pessoas que apresentem os sintomas da doença devem procurar atendimento nas unidades Estratégia Saúde da Família (ESF) ou Ambulatório Geral (AG). A busca por atendimento em caso de suspeita permite evitar o agravamento do quadro e inclusive a evolução para o óbito.

Assessor de Comunicação: João Vitor Korc

postada em 29/03/2022 09:52 – 20 visualizações

Fotos

Comente com o Facebook