Blumenau lembra os 140 anos de Dona Edith


A atriz Edith Gaertner nasceu em Blumenau no dia 22 de março de 1882, era sobrinha-neta do fundador da cidade, Hermann Bruno Otto Blumenau (1819-1899). Muito independente para os padrões da época, aos 20 anos viajou para Alemanha, onde cursou a Academia de Arte Dramática, em Berlim. Nesta terça-feira, fazem 140 anos do nascimento desta importante personagem da história blumenauense. E para marcar a data, o secretário municipal de Cultura e Relações Institucionais (SMC), Rodrigo Ramos, preparou uma breve cerimônia de colocação de flores no busto da homenageada no horto botânico que leva seu nome, no parque que fica nos fundos do Museu da Família Colonial.

Colaboradores da Secretaria de Cultura e o vereador Carlos Wagner prestigiaram a cerimônia no espaço que foi recentemente revitalizado, ganhando passeios pavimentados, limpeza e nova iluminação. Ao longo das trilhas, foram colocados painéis que contam um pouco sobre a vida e trajetória de Edith Gaertner.

Durante a juventude, a atriz percorreu as principais cidades da Europa, atuando em peças nos mais renomados palcos de teatro. Em 1924, retornou a Blumenau para cuidar dos irmãos que haviam adoecido. Do constante contato com o público, seus hábitos passaram a ser entre livros e animais, e foi assim até fim dos seus dias. “Edith foi uma mulher muito interessante de ser pesquisada e estudada. Como artista, viveu num tempo diferente e deixou um legado muito importante, pois o complexo museológico fez parte de sua propriedade e ela, com seu espírito entusiasta, doou tudo para a cidade”, lembra Rodrigo Ramos.

Cemitério de Gatos

Outra curiosidade sobre esta personagem, era o hábito de cuidar dos animais de estimação. Para tornar mais atrativo o horto botânico, foram colocadas no local algumas estatuetas como a de Edith Gaertner e de um gato, que representa o amor que esta ilustre benemérita da cultura blumenauense dedicava aos animais. Eles eram sepultados nos fundos da propriedade, posteriormente doada ao município para manter vivo este patrimônio da cidade, que fazia parte de um antigo lote colonial.

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello 

postada em 22/03/2022 15:31 – 10 visualizações

Fotos

Comente com o Facebook