Fake News: deputado estadual faz publicação mentirosa sobre morte de bebê


 Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

O Governo do Estado foi surpreendido no início da noite desta terça-feira, 15, com a publicação mentirosa de um deputado estadual associando a morte de um bebê à suposta falta de atendimento aeromédico por parte do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina.

Em tom apelativo e sensacionalista, sem a mínima responsabilidade e demonstrando uma conduta indigna para o cargo que ocupa, o parlamentar usa uma tragédia familiar para desinformar, manipular, enganar, ganhar “likes” e seguidores nas redes sociais.

No presente episódio, conforme registros da ocorrência, “após averiguação por parte da equipe médica no hospital de origem, verificou-se que o lactente estava instável e sem condições de transporte”.

Em nome da verdade, o Governo do Estado esclarece que a aeronave Arcanjo registrou o pedido de uma transferência de urgência de Lages para o Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria, em Joinville, no dia 11 de janeiro, 23h, para um recém-nascido de poucos dias de vida.

O bebê havia sido diagnosticado com uma cardiopatia congênita e estava em estado crítico. Porém, o Hospital ainda precisava enviar o fluxo de regulação (registrar no sistema a necessidade de mudança de hospital) para a transferência ser concretizada, algo que foi feito no dia 12 de janeiro. A aeronave se dirigiu ao Hospital na manhã da quinta-feira, 13 de janeiro.

No local, os médicos constataram que o recém-nascido não suportaria um transporte de Lages até Joinville, de acordo com parâmetros clínicos e físicos do paciente. A saturação era de 54, a criança corria risco de óbito em voo. Ela permaneceu no Hospital para estabilização do quadro. No dia 16 de janeiro, os médicos retornaram à Unidade e aceitaram fazer o transporte, a partir da assinatura dos pais cientes de um voo de risco para o bebê. A criança resistiu à transferência, mas acabou indo a óbito no dia 20 no Hospital Infantil de Joinville, diante da gravidade da doença.

Em ano eleitoral, as campanhas de desinformação tendem a aumentar. Por isso, antes de repassar qualquer mensagem, confira a veracidade do teor nas redes sociais do Governo do Estado ou entre em contato com a Secretaria de Estado da Comunicação.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação – Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3029
E-mail: [email protected]
Site: www.sc.gov.br

Fonte: Governo SC

Comente com o Facebook