Plano 1000: mais 18 municípios confirmam adesão e receberão R$ 717 milhões para investimentos



 

As assinaturas de adesão dos principais municípios de Santa Catarina ao Plano 1000 seguem em ritmo acelerado. Mais 18 prefeituras firmaram compromisso com o Governo do Estado nesta segunda-feira, 7, e receberão R$ 717 milhões para obras estruturantes ao longo dos próximos cinco anos. Foram contempladas as cidades de Araquari, Barra Velha, Caçador, Capinzal, Dionísio Cerqueira, Gaspar, Imbituba, Indaial, Itapema, Itapoá, Laguna, Orleans, Pomerode, Rio Negrinho, Seara, Tijucas, Urussanga e Xaxim.

Os prefeitos foram recebidos pelo governador Carlos Moisés na Casa d’Agronômica, em Florianópolis, para a solenidade de adesão. Segundo o chefe do Executivo estadual, o Plano 1000 representa a maior iniciativa municipalista da história de Santa Catarina, com investimento de R$ 7,3 bilhões até 2026. Nesta segunda-feira, firmaram compromisso cidades das regiões Norte, Sul, Vale do Itajaí, Grande Florianópolis, Meio-Oeste, Oeste e Extremo Oeste.

“Hoje, nós temos aqui prefeitos das mais diferentes regiões e filiações partidárias. Não existe mais geografia das urnas. Todos receberão os recursos proporcionais à população do seu município. Isso significa tratar de maneira igualitária não apenas a classe política, mas a população de Santa Catarina. Esses valores serão usados em obras que planejem a Santa Catarina do futuro, com mais desenvolvimento e qualidade de vida”, diz Carlos Moisés.

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

:: Mais fotos no álbum 

Com o Plano 1000, os municípios catarinenses receberão recursos equivalentes a R$ 1 mil por habitante, conforme a estimativa populacional do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) para o ano de 2021. Segundo o chefe da Casa Civil, Eron Giordani, o Governo do Estado já está atuando para agilizar a avaliação dos projetos apresentados pelas prefeituras. O objetivo é fazer com que as obras e os desembolsos comecem da maneira mais rápida possível. O secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, reafirmou que a intenção do Plano 1000 é realizar obras que busquem o desenvolvimento futuro de Santa Catarina.

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Recursos liberados mediante aprovação de projetos

Os recursos serão liberados mediante aprovação dos projetos pelos técnicos do Governo do Estado. Eles devem contemplar obras estruturantes em áreas como infraestrutura, saúde, educação e desenvolvimento social e que impactem no desenvolvimento regional.

Os atos de adesão ao Plano 1000 tiveram a presença dos deputados federais Darci de Matos e Ricardo Guidi, dos deputados estaduais Moacir Sopelsa, Dirce Heiderscheidt, Jerry Comper, Júlio Garcia, Valdir Cobalchini, Vicente Caropreso, Mauro de Nadal, Marlene Fengler, Maurício Eskudlark, Paulinha, Ricardo Alba, Romildo Titon, Volnei Weber, Jair Miotto e José Milton Scheffer, além dos prefeitos contemplados.

:: As prioridades de cada município no Plano 1000

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Araquari

O prefeito Clenilton Pereira conta que realizará duas obras com os recursos do Plano 1000. São elas: a revitalização da ligação com Joinville por meio do Itinga, na Rodovia Alberto Natalino Miquelute, e a pavimentação da Rua João Luis Filho, que liga as BRs 280 e 101. Araquari tem direito a R$ 40 milhões.

Barra Velha

Barra Velha tem direito a R$ 30 milhões pelo Plano 1000. Segundo o prefeito Douglas Elias da Costa, o dinheiro será usado na construção de um Pronto Atendimento 24 horas, na construção de uma escola e em pavimentação asfáltica.

Caçador

O município do Meio-Oeste receberá R$ 80 milhões. O prefeito Saulo Sperotto diz que planeja usar o recurso na área da saúde em um projeto de R$ 40 milhões para levar novas especialidades à cidade, além de outras obras estruturantes.

Capinzal

O prefeito Nilvo Dorini relata que usará os R$ 23 milhões que serão repassados pelo Governo do Estado para construir um Centro de Atendimento de Saúde e para a pavimentação de ligações entre as rodovias estaduais que cortam a região, com o objetivo de desafogar o trânsito no perímetro urbano.

Dionísio Cerqueira

Dionísio Cerqueira é a principal fronteira catarinense com a Argentina. A cidade receberá R$ 15 milhões. Segundo o prefeito Thyago Gonçalves, o recurso será usado para a estruturação de um novo condomínio empresarial, que permitirá a chegada de novos negócios ao município, fomentando emprego e renda.

Gaspar

O prefeito Kleber Wan-Daal diz que usará os recursos do Plano 1000 para a pavimentação asfáltica e a revitalização das principais artérias do município. Gaspar receberá R$ 71 milhões nos próximos cinco anos.

Imbituba

O município tem direito a R$ 45 milhões. O prefeito Rosenvaldo da Silva Júnior diz que está estruturando os projetos que serão apresentados ao Governo do Estado. Um deles é a revitalização do acesso Sul do município, com ampliação da capacidade de tráfego e construção de ciclovias.

Indaial

Indaial, no Vale do Itajaí, receberá R$ 72 milhões pelo Plano 1000. Segundo o prefeito, André Moser, o dinheiro será usado na revitalização do parque Jorge Hardt, com a construção de uma arena multiuso. Também será realizada uma obra viária para a revitalização de um corredor paralelo à BR-470.

Itapema

Itapema, no Litoral Norte, receberá R$ 69 milhões nos próximos cinco anos. Segundo a prefeita Nilza Simas, o dinheiro será usado em três obras: a despoluição e o desassoreamento do Rio Perequê, o saneamento básico do Bairro Tabuleiro e no engordamento da faixa de areia da praia central.

Itapoá

Itapoá, no Litoral Norte, receberá R$ 21 milhões. Segundo o prefeito Marlon Neuber, o dinheiro será usado em infraestrutura turística e obras para aumentar a eficiência logística por conta da movimentação portuária.

Laguna

O município receberá R$ 46 milhões nos próximos cinco anos. De acordo com o prefeito Samir Ahmad, o recurso servirá para três obras: a reforma do campo do LEC, a urbanização dos Molhes da Barra e a construção do Paço Municipal.

Orleans

Orleans, no Sul, receberá R$ 23 milhões. Segundo o prefeito Jorge Koch, o dinheiro será usado na ampliação de capacidade de uma ponte e na construção do anel viário da cidade.

Pomerode

A cidade receberá R$ 34 milhões. O prefeito Ércio Kriek informa que usará o dinheiro para a conclusão do Contorno Oeste da cidade, ligando os bairros Testo Alto e Ribeirão Areia com a SC-110, além da construção do Parque Central.

Rio Negrinho

Rio Negrinho, no Planalto Norte, receberá R$ 42 milhões. O prefeito Caio Treml conta que tem sete obras mapeadas para usar o recurso. A principal delas é o acesso ao distrito de Volta Grande, com cerca de cinco mil habitantes.

Seara

Seara, no Oeste, receberá R$ 17 milhões. Segundo o prefeito Kiko Canale, o dinheiro será usado na construção de uma via rápida dentro do município para aliviar o tráfego pesado.

Tijucas

Tijucas, na Grande Florianópolis, receberá R$ 39 milhões. O prefeito Eloi Mariano Rocha conta que a principal obra realizada com o dinheiro será a pavimentação da Avenida Hercilio Luz, no Centro da cidade.

Urussanga

No Sul do Estado, Urussanga terá direito a R$ 21 milhões nos próximos cinco anos. O prefeito Jair Nandi conta que a cidade possui uma extensa malha viária, portanto esse dinheiro será usado essencialmente na pavimentação de estradas. Outro destino dos valores será a estruturação de áreas industriais.

Xaxim

No Oeste, Xaxim receberá R$ 29 milhões pelo Plano 1000. O prefeito Edilson Folle informa que construirá um Pronto Atendimento para a população e investirá em obras de pavimentação.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Comunicação – SECom
E-mail: [email protected] 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 

Fonte: Governo SC

Comente com o Facebook