Prefeitura de Joinville sanciona lei para desenvolvimento rural e cria Conselho Municipal para o setor


A prefeita em exercício Rejane Gambin sancionou nesta terça-feira (4/1), a Lei 9.096, que institui o Plano de Desenvolvimento Rural de Joinville e cria o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural (Comder).

O Plano de Desenvolvimento Rural de Joinville tem como objetivo fortalecer a agricultura familiar; garantir a sustentabilidade socioeconômica, cultural e ambiental; agricultura urbana e abastecimento e capacitação continuada. As ações serão regulamentadas por meio de Decreto Municipal.

“O trabalho do produtor rural é uma cultura que passa de pai para filho, que sustenta tantas famílias e merece apoio. Um dos nossos objetivos é fazer com que Joinville ofereça mais oportunidade para todos, tanto para a cidade, quanto para o campo”, explicou Rejane.

Segundo dados do IBGE, Joinville tem cerca de 1,4 mil propriedades rurais. O arroz é o produto com maior espaço para cultivo (3 mil hectares), seguidos pela banana com 670 hectares. Já a agroindustrialização é outro segmento que se destaca. Só na Associação Joinvillense de Agroindústrias Artesanais Rurais (AJAAR) são 57 produtores associados.

Para o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Fábio Jovita, as assinaturas desta tarde possuem a finalidade de levar desenvolvimento para a área rural. “Com as capacitações, os produtores podem enfrentar o mercado atual com mais competitividade e tranquilidade. Joinville tem um potencial rural e níveis de relevo que aumentam a capacidade de investir em culturas diferentes. Isso propicia a possibilidade de fomentar a agricultura familiar”, reforça o secretário.

Acordo de cooperação entre Sindicato Rural de Joinville e a Sama é assinado

Durante a cerimônia, a prefeita em exercício Rejane Gambin, o secretário Fábio Jovita, da Sama, e o diretor do Sindicato Rural, Valcirio Harger assinaram o acordo de cooperação entre o sindicato e a Sama, com objetivo de realizar programas de formação profissional rural, promoção social, assistência técnica e gerencial entre outras atividades ligadas à atuação das entidades.

O acordo tem validade até julho de 2023 e pode ser prorrogado por mais 60 meses. Cabe à Prefeitura de Joinville disponibilizar espaços para a realização dos cursos, divulgar as capacitações e prospectar participantes. Uma das responsabilidades do sindicato é captar recursos para a realização das capacitações através do Senar, ou demais entidades com programas relacionados.

Comente com o Facebook