Rejane Gambin toma posse como prefeita em exercício e é a primeira mulher a ocupar o cargo em Joinville


A vice-prefeita Rejane Gambin passa a ocupar o cargo de prefeita de Joinville, em exercício, a partir desta terça-feira (4/1). A cerimônia de assinatura do Ato de Transmissão de Cargo do executivo municipal foi realizada na sede da Prefeitura, na tarde de segunda-feira (3/1), com a presença de autoridades, vereadores e secretários municipais. O prefeito Adriano Silva retorna às atividades no dia 17 deste mês.

Emocionada, Rejane Gambin manteve a caneta que assinou o termo de posse em mãos. “Essa caneta é um símbolo de uma luta muito importante, que representa muitas e muitas mulheres. Fico muito honrada em ser a primeira mulher porque sei o quanto isso representa para todas as mulheres nesses 171 anos de Joinville. Do seu jeito, cada uma fez a diferença para que chegássemos aqui. Vou seguir trabalhando do mesmo jeito, estou preparada e temos um time muito competente. Continuarei com nossos princípios e valores, tudo o que a gente planejou, é uma sequência do governo”, afirmou Rejane.

A vice-prefeita ainda falou da importância das mulheres na política. “Espero que outras mulheres aceitem o desafio de estar na vida pública, para somar. Que esse meu desafio sirva para encorajar mulheres a não aceitarem mais serem agredidas por maridos ou quem quer que seja, que não aceitem quando disserem que as mulheres não podem trabalhar, ou não podem estudar. Você pode ser o que quiser”, completou.

O prefeito de Joinville, Adriano Silva, se disse tranquilo e confiante em transmitir o cargo. “É uma emoção grande fazer parte desse momento. Sempre peço a Deus sabedoria e que me cerque de pessoas com os mesmos valores, ideais e propósitos para a nossa cidade de Joinville. Tenho grande honra de passar para a minha vice a caneta como um símbolo de passar o bastão e a chave da cidade. Tenho certeza que ela está preparada para assumir as decisões nos próximos dias”, concluiu o prefeito.

Prefeitura concede reajuste de 12,88% aos servidores municipais

Na mesma cerimônia, o prefeito Adriano Silva sancionou a Lei 9.095/2022, que concede a revisão geral anual aos servidores públicos do Executivo e do Legislativo municipal.

O índice de 12,88% representa o acumulado de 18 meses, considerando o período de maio de 2020 até outubro de 2021, com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Esse percentual será aplicado em parcela única ao salário de janeiro, que será pago aos servidores no início de fevereiro de 2022.

A assinatura não foi realizada anteriormente em função de interpretações da Lei Complementar 173 de 2020, que estabeleceu o Programa Federativo de Enfrentamento à Covid-19 e que permaneceu vigente até o dia 31 de dezembro de 2021.

Comente com o Facebook