Balanço 2021: planejamento hídrico e ampliação da infraestrutura de esgoto marcam ano da Casan


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News 

No ano em que completou 50 anos, a Casan deixou para Santa Catarina a marca do planejamento e da expansão do esgotamento sanitário. Com suporte financeiro de R$ 1,7 bilhão do Governo do Estado, que estabeleceu a segurança hídrica como uma de suas prioridades, a Companhia deu início ao maior aporte de recursos de sua história em infraestrutura de abastecimento. São obras para ampliação da capacidade de produção de água, com 50 projetos para implantação ou modernização de Estações de Tratamento de Água. Esse investimento permitirá que no Sistema Casan, atualmente integrado por 194 municípios, a capacidade de produção de água seja mais do que duplicada. 

Os recursos estão também sendo aplicados em mais de 180 obras para implantação de novos reservatórios, 30 para ampliação de redes de adução e distribuição de água e mais de 50 perfurações de novos poços em todo o estado. Uma das principais frentes de trabalho é o Projeto Chapecozinho, maior obra de Sistema de Abastecimento de Água em Santa Catarina. Com 58 quilômetros de adutoras, reservatórios, estações de recalque (bombeamento) e de tratamento de água, O Chapecozinho vai beneficiar a população de Cordilheira Alta, Chapecó, Xaxim e Xanxerê.

“Com economias geradas em dois anos desta Diretoria formada por profissionais de carreira, e com o Planejamento Hídrico sendo uma das metas do Governo Carlos Moisés, a Casan prepara as cidades para os momentos de crise hídrica e para o crescimento da população, garantindo um bem essencial para a saúde e qualidade de vida”, destaca o Diretor-Presidente em exercício, Evandro André Martins.

Verão Mais Seguro

A segurança hídrica recebeu atenção também com foco na temporada 2021/2022. Integrada à operação Verão Mais Seguro, do Governo, a Casan nvestiu quase R$ 45 milhões em infraestrutura de água e esgoto para receber turistas na temporada que se inicia com Santa Carina em níveis controlados de contaminação pela Covid-19. A Operação Verão da Companhia ainda inclui campanha para uso responsável da água, com orientações e ações na mídia convencional, em plataformas digitais e redes sociais.

Esgotamento sanitário

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

No campo do esgotamento sanitário, 10 obras foram finalizadas em 2021, beneficiando as cidades de Araquari (Bairro Itinga), Chapecó (Bairro Efapi), Concórdia, Criciúma, Curitibanos, Ibirama, Indaial (Bairro Tapajós), São José (Ponta de Baixo e Centro Histórico), Maravilha e  Florianópolis (Monte Cristo).

Na Capital, a Companhia possui em andamento a ampliação do Sistema de Esgoto Insular e a implantação do Sistema Saco Grande/Monte Verde e do Sistema Ingleses/Santinho  – projetos que em conjunto somam investimentos de mais de R$ 340 milhões.

Ainda este ano, a Casan encaminhou aquela que será a maior obra de esgotamento sanitário de Santa Catarina: a desativação das lagoas de estabilização de Potecas, em São José, e a construção de uma nova e moderna Estação de Tratamento. Estão ainda em andamento projetos de implantação da infraestrutura de esgoto em Barra do Sul, Ipira-Piratuba, Itá, Rio do Sul e Santo Amaro.

Tratos pelo Saneamento

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

A Companhia também deixou sua marca nos Tratos pelo Saneamento. Os projetos são desenvolvidos em Florianópolis (Trato pela Lagoa e Trato pelo Capivari) e no Sul do estado, com o Trato por Laguna. Outros dois programas – o Trato pelo Lajeado São José, em Chapecó, e o Trato pelo Rio Araújo, no município de São José – estão sendo iniciados para fiscalização, orientações e diálogo com as comunidades para melhoria do uso da infraestrutura de coleta e tratamento de esgotos.

Marco do Saneamento

A Companhia prossegue também seu trabalho para ingressar na nova fase regida pelo Marco do Saneamento. Um dos fatos relevantes nesta caminhada foi o retorno positivo obtido junto ao mercado de capitais para obtenção dos recursos necessários à expansão dos serviços de abastecimento, de coleta e de tratamento de esgotos, como exige a nova legislação. 

Prospecção indicativa realizada pela Casan para captação de R$ 2,4 bilhões, valor avaliado como necessário para a primeira etapa de cumprimento das exigências do Novo Marco do Saneamento, até 2026, trouxe a possibilidade de obtenção de até R$ 13 bilhões –  quase seis vezes mais em relação ao que estava sendo buscado. 

Outro reconhecimento do mercado veio com o Troféu do Selo WOB – Women on Board, premiação que reconhece e divulga as organizações com pelo menos duas mulheres nos conselhos de administração ou consultivos. 

Atualmente, entre nove membros do Conselho Consultivo da Casan, quatro são mulheres, representatividade de 44% no órgão colegiado responsável pela orientação dos negócios da Companhia. Esse índice coloca a Casan como uma das empresas brasileiras de saneamento com a maior representação feminina em seu Conselho de Administração. A atenção à questão da diversidade é crescente, pois esse é um dos pilares da boa governança, uma meta também priorizada pela Casan.

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Qualificação do corpo funcional 

Por meio de sua Universidade Corporativa, a Casan também continuou investindo em 2021 na capacitação e educação continuada de seu quadro funcional. Entre os diferenciais no ano de aniversário de 50 anos está a realização do 10º Encontro Técnico, com o tema “Inovando para o Futuro”. 

Com programações abertas ao público, o evento contou com apresentações de trabalhos de profissionais da própria Companhia e também palestrantes de renome, como o ecoteólogo Leonardo Boff, o coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto, Carlos Augusto de Lemos Chernicharo, e o pesquisador da Fiocruz, Léo Heller, que abordou o “Saneamento Básico como direito fundamenta.

Responsabilidade ambiental 

No ano em que completa cinco décadas, a Casan fortaleceu suas ações de responsabilidade ambiental. Tornou-se signatária do Movimento ODS Santa Catarina e renovou a parceria com o Consórcio Iberê para continuidade de ações de proteção e conservação da Mata Ciliar na Região Oeste.

O trabalho permite a proteção e recuperação de áreas de vegetação ao longo de cursos d´água nos municípios de Águas de Chapecó, Caxambu do Sul, Chapecó, Cordilheira Alta, Guatambu, Planalto Alegre e São Carlos. A valorização da agricultura familiar e da Política Nacional de Recursos Hídricos são metas do trabalho.

Além disso, como mais um marco em seu Cinquentenário, consolidou sua integração ao Programa Governo Sem Papel, que demonstra os ganhos com o Sistema de Gestão de Processos Eletrônicos/SGP-e. No fechamento deste ano, a empresa contabiliza uma economia de 6 milhões de quilos de papel e uma poupança de 13 milhões de litros de água, que deixaram de ser usados para produzir todo o material economizado em 84 milhões de processos.

“É mais uma conquista que nos faz fechar com otimismo o ano, pois a digitalização dá mais transparência e celeridade à CASAN, qualificando os serviços, trazendo economia e sustentabilidade aos processos”, finaliza o Diretor Administrativo.

Mais informações para a imprensa:
Gerência de Comunicação Social da Casan
Fones: (48) 3221-5034 | 3221-5035 | 3221-5036
Arley Reis 
E-mail: [email protected]
Fabiano Marques
www.casan.com.br

Fonte: Governo SC

Comente com o Facebook