Prefeito Gean Loureiro e jogador do Santos, Luiz Felipe, participam de festa do Bairro Educador


As quatros sedes do Programa Bairro Educador , no  Monte Verde, Mariquinha, Morro do Mocotó e Monte Cristo ,  realizaram suas festas de confraternização de fim de ano.  O Programa é realizado pela Prefeitura de Florianópolis por intermédio da Secretaria Municipal de Educação.

No Monte Cristo, a quadra esportiva da sede se transformou em um miniparque de diversões com direito a Papai Noel, distribuição de lanches e brinquedos para as crianças.

O prefeito  Gean Loureiro  conversou com a criançada, professores, tirou fotos e no final fez um balanço do semestre.

“O retorno das atividades presenciais consolidaram o Programa Bairro Educador como um dos mais importantes da cidade de Florianópolis, pois este programa promove justiça social,  envolve efetivamente a comunidade escolar  com o bairro”. Segundo o prefeito a experiência será entendida a outros bairros da Capital.

“Acredito que esta extensão a outros bairros trará mais resultados espetaculares, pois significa mais crianças participando de oficinas e desenvolvendo atividades permanentes  no contraturno escolar e recebendo ensinamentos no esporte, na cultura,  na tecnologia e com a possibilidade de no futuro virarem empreendedores. É uma honra continuarmos investindo e trabalhando em um programa tão maravilhoso”.

Além do prefeito Gean Loureiro participaram da confraternização o Secretário Municipal de Educação, Maurício Pereira; o superintendente do Programa Bairro Educador, Bruno Becker;  o secretario de Cultura,  Esporte e Lazer,  Ed Pereira; além de Gustavo Simas, coordenador do Programa Bairro Educador pelo Instituto de Esporte Escola Cidadã.

Para o secretário de Educação,  o Bairro Educador é uma pérola na gestão do prefeito Gean Loureiro. “Traz  alegria, vida e movimento para as comunidades de Florianópolis a partir do lazer, do esporte, da cultura e principalmente da educação”, frisa Maurício Fernandes Pereira.

Conforme Bruno Becker, superintendente do Programa, o balanço é positivo. “São diversas oficinas, apoio pedagógico e muita gente envolvida gerando um verdadeiro impacto dentro das comunidades de Florianópolis, não só para as crianças atendidas, mas também para as suas famílias”.

Batendo um bolão

Um dos pontos altos do encerramento das atividades do semestre foi a presença do jogador profissional do Santos, Luiz Felipe, que nasceu em Tubarão, mas foi criado na comunidade do Monte Cristo, na Capital, sendo revelado para o futebol  por meio do Projeto Social Filhos da Lua, aos 10 anos de idade.

O zagueiro, de 28 anos, distribuiu autógrafos, posou para fotos e  jogou pelada com os garotos da oficina de futsal do Programa Bairro Educador, que é ministrada pelo seu primeiro treinador Fabinho. E por fim presenteou com uma camisa autografada do Santos ao atleta destaque da oficina, Deivid, de 12 anos, ao lado do professor Fabinho.

Deivid, segundo o professor Fabinho, não sabia nenhuma técnica do futsal. Tinha dificuldade até de chutar a bola. E passados cinco meses de oficina o garoto aprendeu rapidamente os fundamentos da modalidade sendo um dos destaques do seu grupo.

Para Luiz Felipe, poder voltar no Monte Cristo, já como jogador profissional e ser referência para as crianças são motivos de muito orgulho. “Sou da comunidade. Vim de um projeto social e sei da importância dessa iniciativa na vida das crianças. E voltar aqui, já como jogador profissional, e ver esses meninos me olhando com alegria é muito gratificante”, disse o jogador.

galeria de imagens


Comente com o Facebook