Estado e Município estão em dia com o HRO


A Administração Municipal de Chapecó convocou uma reunião na Prefeitura de Chapecó, nesta quarta-feira, com a presença do secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, do prefeito João Rodrigues, secretário de Saúde do Município, Luiz Carlos Balsan, secretário de Governo do Município, Thiago Felipe Etges, e direção da Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira (ALVF), que administra o Hospital Regional do Oeste.

O objetivo do encontro foi avaliar a situação financeira do hospital, que apresenta déficit e pendências com profissionais de saúde, que anunciaram paralisação de alguns procedimentos eletivos.

Tanto a Administração Municipal, quanto a Secretaria de Estado da Saúde, afirmaram estar com as contas em dia com o hospital.

“Nós apuramos que, o que foi produzido, foi integralmente pago. A origem do déficit é devido ao aumento de custos dos insumos, dos colaboradores e que a gestão do hospital precisa encontrar formas de diminuir custos. Não há passivo do Estado e do Município, o que existe é um problema de fluxo de caixa”, disse Etges.

O secretário de Governo explicou que será feito ainda um “encontro de contas”. O presidente da ALVF, Reinaldo Fernandes Lopes, disse que será feito um empréstimo bancário de R$ 6 milhões para pagamento dos médicos. Ele citou que a folha passou de R$ 4,2 milhões para R$ 6,4 milhões mês, com o aumento de funcionários para atender pacientes Covid. Ele afirmou que em janeiro a situação deve ser normalizada mas que, enquanto isso, o atendimento de urgência e emergência está garantido.

Fonte:

Comente com o Facebook