Bailarinas de Itajaí formam-se no Ensino Fundamental da Escola Nacional de Ballet Cubano


Neste ano, o projeto de ballet cubano de Itajaí, que integra o programa Arte nos Bairros, forma no Ensino Fundamental da Escola Nacional de Ballet Cubano quatro alunas que iniciaram seus estudos em 2011. São elas: Ariely Ribeiro Amaro, Giovanna Garcia da Rocha, Maria Gabriela dos Santos e Laysa Schroeder Brand, sob condução da professora Hantiela Salerno, responsável pelo projeto.

O projeto de ballet cubano tem o intuito de formar bailarinas e bailarinos, e dar a oportunidade para que, posteriormente à formação, trabalhem na área da dança. As aulas de ballet ocorrem na Casa da Cultura Dide Brandão. A aluna Giovanna Garcia da Rocha, além de cumprir seus estudos como bailarina, optou por seguir carreira como professora. Ela começou a estudar a docência no ano de 2020. Hoje, atua na área e pretende seguir ensinando ballet.

“Ensinar as crianças a admirarem a arte da dança tem sido o ponto chave durante esses anos. Temos o objetivo de que cada ano possamos acrescentar e somar cada vez mais na vida de cada aluno”, ressalta a professora responsável pelo projeto itajaiense, Hantiela Salerno.

A formanda Laysa Schroeder Brand conta que foi uma criança que gostava de música e amava dançar. Para ela, ter encontrado um projeto como este de Itajaí foi um presente. “Na primeira aula que tive foi amor à primeira vista. As aulas de ballet me ensinaram a ser determinada, resiliente e a lutar para superar minhas limitações. Sou eternamente grata por ter participado, ele terá eternamente um lugar muito especial no meu coração”, ressalta.   

Sobre o Arte nos Bairros

A iniciativa integra o Arte nos Bairros, que é referência em política pública cultural em Santa Catarina. O programa encerrou as atividades de 2021 neste mês de dezembro com quase três mil alunos atendidos. Foram ofertadas mais de 40 oficinas nas linguagens artísticas de audiovisual, artesanato, artes visuais, cultura popular, dança, expressões afro-brasileiras, literatura, música, teatro, entre outras. Ao todo, 82 professores ministraram aulas em 72 polos distribuídos por 27 bairros da cidade.

Comente com o Facebook