Programa Arte nos Bairros contemplou quase três mil pessoas em 2021


O programa Arte nos Bairros encerra as atividades do ano neste mês de dezembro com quase três mil alunos atendidos. Em 2021, o projeto ofertou mais de 40 oficinas nas linguagens artísticas de audiovisual, artesanato, artes visuais, cultura popular, dança, expressões afro-brasileiras, literatura, música, teatro, entre outras. Ao todo, 82 professores ministraram aulas em 72 polos distribuídos por 27 bairros da cidade.

O projeto tem como objetivo levar arte e cultura às comunidades de Itajaí. A iniciativa finaliza as atividades de um ano atípico com oficinas híbridas, em ambientes presenciais e virtuais, para atender o máximo de alunos e manter as medidas necessárias para evitar o contágio da Covid-19.

Diferente de anos anteriores, nesta edição não houve uma apresentação final dos alunos. Foram realizadas atividades com apresentações nos respectivos polos e cursos, por conta da pandemia. Este ano, foram realizadas adaptações, entre elas, a distribuição de mais turmas com menos alunos para garantir a continuidade e realização do programa, que é referência em política pública cultural em Santa Catarina e já foi, inclusive, premiado.

Houve um acréscimo no número de polos e professores participantes do programa. O número de profissionais habilitados para atuar como oficineiros dobrou neste ano. Além disso, buscou-se mais alternativas de locais referência para a comunidade para dar mais oportunidade à população nos bairros.

“Percebemos que o Arte nos Bairros foi muito importante para os artistas, para se manterem em atividade e terem uma fonte de renda em meio a um ano instável e de muitas dificuldades. Ao mesmo tempo, a iniciativa teve papel fundamental nos campos sociais e no despertar de novas habilidades em pessoas de todas as idades, tudo de forma gratuita”, ressalta Schibian Philemonn Oliveira Costa, diretora executiva da Fundação Cultural de Itajaí.

Comente com o Facebook