Chapecó reconhecida como exemplo de combate à Covid em congresso médico internacional


Chapecó foi reconhecida com um exemplo positivo de combate à pandemia no 1º Congresso Internacional Médicos Pela Vida covid-19, que iniciou na sexta-feira e encerrou neste domingo, no Centro de Convenções de Brasília-DF.

O prefeito de Chapecó, João Rodrigues, foi um dos palestrantes no Painel “Histórias de Superação- Ações públicas no enfrentamento da Covid-19 no Brasil”.

Chapecó foi considerada pelos organizadores como um dos cases de sucesso e o prefeito João Rodrigues recebeu um Certificado de Honra ao Mérito em reconhecimento pela sua liderança no relevante trabalho da Prefeitura de Chapecó durante a Pandemia.

O prefeito destacou que logo com um mês de mantado Chapecó foi atingida por três variantes a Covid-19, que fez disparar o número de ativos. A Administração Municipal de Chapecó atuou em várias frentes, trabalhando junto ao Governo do Estado e ao Hospital Regional do Oeste para ampliar o número de leitos de UTI de 35 para 103 e o número de leitos de enfermaria de 29 para 55. Também implantou em tempo recorde um hospital de Campanha no Centro de Eventos, denominado Centro Avançado de Atendimento Covid, que tinha 75 leitos de UTI e 20 de UTSI.

“Nós não tínhamos leitos suficientes, respiradores e tratamento. Em tempo recorde, com auxílio da sociedade, compramos leitos, conseguimos respiradores, contratamos mais de 150 profissionais e abrimos o Hospital de Campanha no Centro de Eventos. Abrimos o Ambulatório de Tratamento Imediato Verdão, demos liberdade para os médicos, ampliamos o atendimento e a testagem em massa. Em menos de um mês baixamos os ativos demais de cinco mil para menos de mil e atendemos mais de 200 pessoas no Cento Avançado e Atendimento Covid”, disse João Rodrigues.

Ele destacou que contratou uma pesquisa da Unoesc para avaliar os prontuários dos pacientes que foram atendidos no Ambulatório de Tratamento Imediato e os dados preliminares indicam resultados muito positivos.

A Administração também lançou outras ações, como o Lockdown Inverso, com busca ativa do vírus, duas unidades móveis de testagem, Central de Monitoramento e envolvimento das mais de 300 agentes de saúde, além de forças de segurança, no monitoramento dos positivados. A vacinação também foi estimulada, sendo que mais de 90% dos maiores de 12 anos já estão com a imunização completa. Além disso foi criado o Vacimóvel, para busca ativa. E o número de ativos já há algumas semanas está em menos de 100.

Comente com o Facebook