Assembleia homenageia deputado federal Peninha


A Assembleia Legislativa promoveu uma sessão solene na noite desta sexta-feira (10) para homenagear o deputado federal Rogério Peninha Mendonça (MDB-SC), que anunciou a sua despedida dos cargos eletivos, após 34 anos de disputas. A solenidade, requerida pelo deputado Jerry Comper (MDB), aconteceu no auditório anexo ao salão paroquial da Igreja Matriz de Ituporanga, e reuniu lideranças políticas e representantes de entidades da região do Alto Vale do Itajaí.

Nascido em Nova Trento, em 27 de janeiro de 1953, Peninha, como é mais conhecido, é formado em Agronomia e atuou na Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), chegando à presidência da entidade. Iniciou a trajetória política em Ituporanga, onde cumpriu mandatos como vice-prefeito (1998) e prefeito (1992). Peninha foi deputado estadual por três mandatos (1999-2003, 2003-2007, e 2007-2011) e em 2010 chegou à Câmara Federal, onde cumpre sua terceira legislatura. Nas atividades partidárias destaca-se a atuação como vice-líder do então PMDB, em 2013, e vice-líder do governo no Congresso Nacional, em 2019.

Abrindo o evento, Jerry Comper falou das características pessoais que levaram Peninha a se tornar uma das lideranças de mais destaque entre os municípios que compõem o Alto Vale do Itajaí, ressaltando que a população local vai perder um grande representante quando Peninha deixar o meio político.

“O Peninha fez muito, o Peninha ensinou muito, a todos nós. É um grande líder, é verdade. É a pessoa que vai deixar saudade não só no meio político, vai deixar saudade na vida política, porque a região perde muito. Ela perde porque o Peninha tem um olhar diferente. É a pessoa que não para, é a pessoa que corre atrás, é a pessoa que enxerga além da montanha. ”

Ainda conforme Comper, Peninha foi o responsável pelo desenvolvimento de outras lideranças políticas na região, como o ex-deputado Aldo Schneider. Ele disse que também deve a ele o apoio para a sua eleição para a Assembleia Legislativa.

“Por isso o sentimento de gratidão a essa pessoa que nós todos estamos homenageando hoje, por tantos e tantos anos de serviços prestados a toda a comunidade, a todo o povo catarinense. Vai deixar saudade, é verdade, mas tenha a certeza, Peninha, que vamos continuar o seu legado, de compromisso, de fazer sempre o melhor para a nossa cidade, para as nossas pessoas.”

Durante a sessão, diversas outras lideranças políticas tomaram o microfone para prestar homenagem a Peninha.

Rafael Pezenti falou da experiência em trabalhar como assessor do parlamentar. “Foram 14 anos tendo aula política todo dia. E o deputado Peninha, que há pouco tempo eu tinha como chefe, se transformou em um amigo, em um professor de verdade, em um segundo pai. Pois vocês o conhecem, ele tem o dom de adotar as pessoas. Ele fez isso comigo e fez com muitos de vocês que estão aqui para esta justa homenagem.”

O vereador de Ituporanga, Feliciano José Paes (MDB), afirmou que é impossível passar pelos municípios do Alto Vale sem se deparar com uma obra viabilizada pelo parlamentar. “Peninha não é só mais um político, é uma marca no Brasil, haja vista  os tantos projetos de sua autoria aprovados, que tanto bem faz para o povo.”

Presidente do MDB de Ituporanga, Almir Scheffer acrescentou que Peninha sempre atuou também de forma muito intensa junto ao governo federal na busca dos pleitos do município. “Tive o privilégio de ser vereador por três mandatos e quantas vezes, lá em Brasília, nas audiências com os ministros, o Peninha, que sempre lutou por todos os municípios, pedia uma atenção especial para Ituporanga. Ele, de fato, ajudou muito a cidade.”

Da mesma forma, o prefeito de Atalanta, Juarez Miguel Rodermel, que também atua como presidente da Associação de Municípios do Alto Vale do Itajaí (Amavi), discorreu sobre a forte representação exercida por Rogério Mendonça. “Em todos os nossos 28 municípios há obras do nosso deputado Peninha, independentemente de partido, independentemente de quem está lá. É, sim, ele preocupado com a nossa comunidade e com as pessoas que vivem nos nossos municípios.”

Já o prefeito de Ituporanga, Gervásio José Maciel (PP), afirmou que relutou em participar da sessão, tendo em vista, segundo ele, tratar-se de um evento em que a maior parte dos presentes tem ligação com o MDB.

Além do espírito republicano, disse, pesou na decisão de vir a estima e respeito profissional que nutre por Peninha. Maciel revelou que foi por sua influência junto ao então governador do Estado, Jorge Bornhausen, que Peninha foi destacado para trabalhar na unidade da Epagri de Ituporanga e, mais tarde, para gerir a Secretaria Municipal de Agricultura.

“O Peninha leva aqui uma boa homenagem. É partidária, é verdade, mas tenho certeza que outros também, como eu, não partidários, estamos dando um abraço com toda a lealdade, com toda a certeza que ele cumpriu  o seu papel. E Ituporanga vai se orgulhar por muito tempo da sua tarefa, da sua ação aqui.”

Agradecimento e anúncio
Ao fazer uso da palavra, Peninha falou de seus oito mandatos eletivos, agradeceu à família, aos companheiros, partidários, e aos seus amigos, eleitores e colaboradores, entre os quais citou especialmente Alcino Alves, de 91 anos. “Nós lutamos muito, tivemos muitas vitórias, também derrotas, choramos juntos, mas estivemos sempre juntos em todas as batalhas que foram travadas.”

Peninha também falou da  decisão em não mais disputar cargos eletivos. “A vida é feita de ciclos, e eu sinto que a minha missão como detentor de mandatos eletivos deve terminar por aqui. Outros têm que pegar esse bastão.”

Ao final, ele anunciou sua disposição de, mesmo fora de cargos públicos, continuar atuando em prol da região.  “Eu vou poder continuar, acredito que sim, sendo útil a Santa Catarina  e ao Brasil, mas de outras formas, não necessariamente através de mandatos eletivos. Mas eu lhes garanto, eu vou continuar fazendo política, a boa política, contribuindo em tudo aquilo que vocês acreditarem ser necessário para o bem da nossa região e para o bem de Santa Catarina.”

Comente com o Facebook