Dezembro Vermelho em Joinville é marcado pela redução dos casos de HIV


O mês de dezembro é destinado a uma importante campanha que promove a prevenção e assistência aos casos de HIV, sífilis, gonorreia e outras infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). A Secretaria da Saúde da Prefeitura de Joinville informa que a incidência de HIV na cidade vem caindo continuamente desde 2019.

Naquele ano, foram registrados 380 novos casos em Joinville. Em 2021, foram 164 diagnósticos de HIV na cidade.

“Provavelmente, fecharemos o ano de 2021 com a menor incidência de HIV da década. Essa tendência de queda foi iniciada quando passamos a disponibilizar profilaxia pré-exposição aos grupos mais expostos”, explica o diretor executivo da Secretaria da Saúde, Andrei Popovski Kolaceke.

Em 2021, também foram registrados 75 diagnósticos de gonorreia, 2071 de hepatite viral crônica e 282 infecções pelo vírus do herpes, entre outras ISTs. Dados que além de serem divulgados durante o Dezembro Vermelho, também devem chamar a atenção da população para a necessidade de manter a prevenção.

No domingo (12/12), a equipe da Secretaria da Saúde de Joinville participa de um evento para testagem rápida de HIV e distribuição de preservativos. A ação será no Parque da Cidade, entre 10h e 17 horas.

Alerta para os casos de sífilis

Até o momento, em 2021, Joinville registrou 1370 diagnósticos de sífilis. A incidência de sífilis na cidade é seis vezes maior que a média nacional e o triplo da média de Santa Catarina. Mesmo que venha tendo redução no número, o dado ainda é preocupante.

“É um dos nossos maiores problemas de saúde pública em termos de doenças transmissíveis”, alerta o diretor executivo da Secretaria da Saúde, Andrei Popovski Kolaceke.

Em 2020 foram 1915, diagnósticos. No ano anterior, 2359 e em 2018, 2591 casos confirmados.

Atendimento na rede da saúde

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Joinville conta com unidades que atendem os casos de ISTs.

O atendimento a situações de possível contato com vírus HIV ou outras ISTs, para utilização da Profilaxia Pós-Exposição (PEP), pode ser feito no PA Norte, UPA Leste e UPA Sul, todos os dias, 24 horas por dia.

A Profilaxia para Pré-Exposição (PrEP) ao HIV, método de prevenção à infecção pelo HIV, é realizada no Centro de Vigilância em Saúde (rua Abdon Batista, 172). O serviço é prestado de segunda a sexta-feira, das 7 às 18 horas. A PrEP consiste na ingestão diária de um comprimido que impede que o vírus causador da AIDS infecte o organismo. No mesmo local, é possível retirar os medicamentos para tratamento de HIV/AIDS.

“Mesmo com toda a evolução no tratamento, reforçamos que o uso do preservativo é essencial para a prevenção e evitar a transmissão de infecções sexualmente transmissíveis. A PrEP previne contra o HIV, mas não evita que a pessoa seja contaminada com a sífilis, por exemplo”, aponta a farmacêutica Fabiane Rocha e Silva, coordenadora da Unidade de Assistência Especializada.

Para realizar testes rápidos de HIV ou sífilis, é preciso dirigir-se a qualquer Unidade Básica de Saúde de Joinville ou no Centro de Testagem e Aconselhamento (rua Abdon Batista, 172), que funciona de segunda a sexta-feira, das 7 às 18 horas.

Comente com o Facebook