Familiares tem até o final do mês para adequação de vasos e recipientes nos cemitérios


A Vigilância em Saúde Ambiental de Chapecó informa que os familiares responsáveis por túmulos nos cemitérios de Chapecó têm até o final de dezembro para tomarem medidas de adequação de vasos, floreiras e recipientes que possam acumular água.

A partir de janeiro a Vigilância vai intensificar a fiscalização da lei 6.705/2015, que dispõe sobre a obrigatoriedade de se adotar medidas para evitar a existência de criadouros do mosquito Aedes aegypti. A lei prevê que, nos cemitérios, só será autorizada a utilização de vasos, floreiras ou quaisquer outros tipos de recipientes que acumulem água, se estiverem preenchidos com areia ou perfurados.

O descumprimento da medida está sujeito à multa. De acordo com a coordenação da Vigilância em Saúde Ambiental, a medida foi adotada devido ao grande número de focos em Chapecó, que somam mais de 1,3 mil no ano, além de 64 casos positivos.

Comente com o Facebook