Joinville amplia Educação Infantil em cerca de 700 vagas na Rede Municipal em 2022


O próximo ano letivo começará com uma ampliação de cerca de 700 vagas nos Centros de Educação Infantil (CEIs) da Rede Municipal de Ensino de Joinville. Duas novas unidades passarão a oferecer atendimento a partir de fevereiro de 2022, um CEI recebeu obras de ampliação e uma escola de Ensino Fundamental passará a atender também alunos da Educação Infantil.

Outras unidades também terão ampliações pontuais, com duas a três novas turmas para alunos de 4 meses a 5 anos. Além disso, a Secretaria Municipal de Educação trabalha na renovação do contrato dos 36 Centros de Educação Infantil conveniados que ofereceram atendimento aos alunos da rede em 2021 e na ampliação da compra de vagas em CEIs filantrópicos e CEIs particulares.

No bairro Jardim Paraíso, na zona Norte de Joinville, a ampliação é de 259 vagas, em turmas de Berçário 2, Maternal 1 e 2, e 1º Período e 2º Período do CEI Bem-me-Quer. A unidade já atendia 281 alunos e, em 2022, serão 540 crianças atendidas. As obras de ampliação da unidade foram realizadas com recursos próprios pela Secretaria de Educação.

No bairro Aventureiro, a Escola Municipal Wittich Freitag passará a atender mais 100 alunos de 1º e 2º Período da Educação Infantil. A escola está passando por obras de adaptação de banheiros para esta faixa etária.

Duas novas unidades também serão abertas em 2022. Para atender a comunidade do bairro Rio Bonito, na Estrada Palmeiras, será aberto o CEI Gustavo Zietz. Ele será ativado na antiga Escola Municipal Hermann Muller Extensão, que passou por reformas e ampliação. A unidade terá foco no atendimento em período integral dos alunos de Berçário 2, Maternal 1 e Maternal 2. Para o ano que vem, foram abertas 54 vagas.

O CEI Debora Cristina Neves da Silva Ruiz Paloma, localizado na rua Nova Trento, no bairro Bom Retiro, também será aberto em 2022, com 281 novas vagas. A unidade foi inaugurada em dezembro de 2020 e passou por adequações e aprovações dos projetos burocráticos ao longo deste ano. O nome da unidade foi escolhido para homenagear a professora Debora Paloma, que atuava como auxiliar de direção no CEI Juarez Machado, no bairro Itaum, e foi uma das vítimas da pandemia da Covid-19 em 2020.

Comente com o Facebook