Professor Sérgio Colle recebe Comenda do Legislativo Catarinense


Na noite de segunda-feira (29/11) a Assembleia Legislativa de Santa Catarina promoveu uma sessão solene para a outorga da Comenda do Legislativo Catarinense. Instituída pela Resolução 2/2008, a comenda é a maior distinção do parlamento catarinense e homenageia as personalidades e instituições que se destacaram por seu compromisso social e empreendedorismo no estado. As indicações são feitas de forma democrática pelos deputados estaduais. Serão agraciadas 33 pessoas e oito organizações.

A deputada estadual Ana Campagnolo (líder bancada PSL) indicou o professor Sergio Colle. Ele é graduado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 1970, com mestrado e doutorado na mesma área pela COPPE / UFRJ em 1972 e 1976, respectivamente. É consultor ad hoc do Programa de Capacitação Institucional – PCI, do Ministério da Ciência e Tecnologia. É Professor Titular da UFSC desde 1976 e se aposentou recentemente, em janeiro de 2021.

Por sua posição política, o professor Colle sofreu retaliações e até mesmo abusos por parte dos universitários, que riscaram seu automóvel e furaram os pneus, dentro do estacionamento do Centro Tecnológico da UFSC. O caso foi levado para a tribuna da Alesc em um discurso feito pela deputada Ana Campagnolo em 2019. O professor gravou um vídeo na época indagando quem era o culpado pelo ocorrido. Desde então, Colle tem sido perseguido com acusações infundadas de “machismo” e outras atitudes descritas como “preconceituosas” por grupos militantes infiltrados na universidade.

SAIBA MAIS
Dos 4.000 bolsistas CNPQ do país, o laureado está dentre os 54 com maior produtividade, sendo o único da UFSC nesta categoria (PQ-SR). Apesar da aposentadoria por idade, Sérgio Colle quis continuar lecionando e trabalhando em pesquisas como voluntário. Seu pedido foi negado pela maioria do Colegiado do Centro Tecnológico da UFSC que levou em conta sua posição política conservadora.

Comente com o Facebook