Paulinha vota favorável para a desburocratização do Estado, em favor do cidadão


Trabalhando pela desburocratização do Estado, em favor do cidadão. Essa é mais uma importante ação do Gabinete 203. Assim definiu a deputada Paulinha (sem partido) ao votar favoravelmente ao projeto de lei 394/2021, de autoria do governo do Estado, que propõe alterações nas normas para prevenção e segurança contra incêndio e pânico. O objetivo é simplificar os processos relativos a construções, ampliações e reformas, além de concessão de habite-se, que dependem de autorização dos bombeiros.

Integrante da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), uma das mais importantes comissões do Parlamento, a deputada Paulinha em um vídeo de 1,07 minutos, postados em suas redes sociais, defendeu a importância dessa mudança. 

“Meus amigos e minhas amigas do Sinduscom de Itapema e de toda a construção civil de Santa Catarina, nós aprovamos agora na CCJ o projeto de lei 394, de autoria do governo do estado, que simplifica procedimentos para concessão de alvará de construção, habite-se, funcionamento e regularização de imóveis para empreendimentos de processo simplificado, por meio de atestado do corpo de bombeiros. Mais um passo importante em favor da construção civil, e do desenvolvimento de Santa Catarina. Meus agradecimentos ao Coronel Vieira pela iniciativa”, afirmou, destacando ainda que é uma luta antiga.

Por unanimidade de votos, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) apresentou, na manhã desta terça-feira (30),  parecer favorável ao projeto de lei (PL) 394/2021, que propõe alterações nas normas para prevenção e segurança contra incêndio e pânico.

A proposta, sugerida pelo Corpo de Bombeiros Militar por meio do governo do Estado, altera 14 artigos da Lei 16.157/2013, que dispõe sobre as normas e os requisitos mínimos para a prevenção e segurança contra incêndio e pânico.

O principal ponto do PL trata da possibilidade de obtenção, por meio de autodeclaração do responsável técnico, de atestado para construção, reforma e ampliação, e de habite-se para empreendimentos que se enquadrem em processo simplificado.

A expectativa dos bombeiros é que, com essa e outras alterações previstas no PL, a tramitação dessas solicitações junto à corporação demore cerca de um dia útil.

Além da autodeclaração, o PL altera outros pontos da lei sobre prevenção de incêndios, como os valores das multas aplicadas em caso de infrações, além da permissão para a realização de show pirotécnico em ambiente fechado, desde que sejam adotadas medidas de segurança estabelecidas em regulamentação específica.

Valquiria Guimarães
Assessoria de Comunicação
Deputada Paulinha
048 991047676

Comente com o Facebook