Dez escolas municipais de Criciúma já tiveram seus documentos antigos digitalizados


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

A digitalização de documentos da rede pública de ensino de Criciúma já alcançou dez das 65 escolas municipais e Centros de Educação Infantil (CEIMs). Iniciado no ano passado, o procedimento realizado pela Secretaria Municipal de Educação vai incluir no acervo virtual decretos, cadastros de alunos e professores, fotos históricas, matrículas, entre outros documentos.

“Disponibilizar os documentos online facilita o acesso a eles, tanto para consultas como para pesquisas sobre a história da educação de Criciúma”, destacou a coordenadora geral da Secretaria Municipal de Educação, Cristiane Uliana Fretta.

Durante os meses de setembro e outubro, a equipe envolvida no projeto passou por capacitações teóricas e práticas de preservação e gestão documental, ministradas pelo Centro de Memória e Documentação da Unesc. Ao todo, foram instruídos aproximadamente 100 profissionais da educação.

Boletins, contas, diários e relatórios administrativos anuais também passarão pelo processo. “É um trabalho minucioso, mas importante. O tempo de digitalização varia de acordo com o estado de conservação e do volume de cada acervo, levando em conta também a idade da escola”, explica o secretário municipal de Educação, Miri Dagostim. De acordo com ele, os documentos físicos não serão descartados.

Os arquivos estão sendo armazenados em nuvem, em um drive elaborado em parceria com a Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI). Os documentos são separados por escolas, sendo que cada uma possui sua senha de acesso ao próprio acervo, para garantir a segurança dos dados.

Comente com o Facebook