Apoio Pedagógico do Bairro Educador auxilia crianças do Morro da Mariquinha


Toda às segundas e quartas-feiras pela manhã e tarde 32 crianças e adolescentes entre seis a 14 anos têm um encontro marcado com a professora Adriane Nopes, no Morro da Mariquinha, no Centro de Florianópolis. Elas fazem parte da oficina Apoio Pedagógico, do Bairro Educador, programa implantado pela Prefeitura de Florianópolis por intermédio da Secretaria Municipal de Educação.

Durante as aulas, os participantes, além de receberem ensinamentos que fortalecem o processo de alfabetização, são auxiliadas em exercícios e conteúdos das tarefas escolares em disciplinas em que possuem mais dificuldades. Os estudantes também são estimulados a desenvolver habilidades socioemocionais, fundamental para a melhora do relacionamento interpessoal.

Letícia Pereira de Oliveira, de 9 anos, do terceiro ano do ensino fundamental Instituto Estadual de Educação, integra a oficina de Apoio Pedagógico no período da manhã.  Ela diz que está bastante satisfeita com o conteúdo apresentado pela professora Adriane. “Gosto muito daqui porque tenho dificuldade em Português e a professora me ajuda a fazer as tarefas da escola e me ensina o que eu não entendi direito lá”, diz.

Filha de ambulante de material reciclável e manicure, a pequena Letícia afirma que o Programa Bairro Educador está lhe dando a oportunidade de aperfeiçoar a leitura. “Aqui estou aprendendo a ler melhor, a desenhar as letras e conhecer o alfabeto e a desenhar, fazer pintura. Aliás, quando crescer, quero ser desenhista”, projeta a estudante.

Doutora em Sociologia Política e supervisora pedagógica do Programa Bairro Educador, sede Monte Verde, a professora Adriane Nopes se diz feliz em poder ser um agente de educação das crianças do Morro da Mariquinha. “Aqui oportunizamos a elas não somente compreender sobre tarefas escolares, promover a alfabetização, iniciação da matemática, mas também as demandas que trazem para nós referentes à realidade, ao universo delas”, conclui.

galeria de imagens


Comente com o Facebook