André de Miranda expõe no Museu de Arte de Blumenau


O gravador André de Miranda (RJ) traz para Blumenau nesta quinta-feira, dia 25 de novembro, a 2ª Mostra Internacional Ex-Libris – marca de uma identidade. As criações do artista fluminense podem ser vistas na Sala Roy Kellermann, do Museu de Arte de Blumenau (MAB), a partir das 19h, quando será aberta a terceira temporada de exposições do ano. A entrada é gratuita.

A coleção de André de Miranda é composta por 240 Ex-Libris de artistas de 12 países. Essa expressão latina que significa “dos livros, dentre os livros de”, se caracteriza como uma pequena etiqueta em papel, geralmente, com uma gravura artística e o nome do dono da biblioteca a que pertence a obra, colada na face interna do livro, no verso da capa ou da folha de rosto.

Com a invenção da imprensa no fim do século XV, o livro se popularizou e ganhou uma nova função que era a difusão da cultura. A bibliofilia passou a ser moda. Os proprietários de bibliotecas gozavam de status e mandavam criar seus próprios ex libris. Essas peças foram se sofisticando, tornando-se verdadeiras obras de arte em miniatura. Eram desenhados e executados por artistas e idealizados de acordo com as tendências, gostos e ofícios do proprietário, uma espécie de documento psicológico ou retrato de sua alma. Neles, eram encontrados processos de gravura: água forte, buril, xilogravura, linoleogravura etc.

Raridades

Podem ser classificados quanto à forma – manuscritos, litografados, gravados, e quanto ao temas das ilustrações – religiosos heráldicos e comuns, onde se incluem monogramas, reproduções de gravuras e ilustrações de fundo alegórico, sendo a variedade infinita e ao gosto do proprietário. Para esta exposição, foram selecionados 240 ex libris de artistas contemporâneos representados por 12 países, incluindo o Brasil. Além de ex-libris antigos e raros, obras pertencentes à coleção do curador André de Miranda resgatam a tradição na contemporaneidade e homenageiam o artista e ex-librista Alberto Lima, que este ano completa 50 anos de falecimento.

O curador André de Miranda nasceu no Rio de Janeiro (RJ) em 1957 onde vive e trabalha. Gravador, pintor, desenhista, ilustrador e artista educador, iniciou na atividade artística aos 15 anos. Residiu na cidade de Três Lagoas (MS) de 1993 a 1997, onde ministrou oficinas de Xilogravura em diversas cidades e na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Foi professor de desenho no Sena, em 1999, e fez palestras sobre gravura em Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás e Acre. Já participou de mais de 300 exposições individuais e coletivas no Brasil e no Exterior.

Saiba mais

Abertura da 3ª Temporada de Exposições no MAB – ano 2021

Data: quinta-feira, dia 25 de novembro

19h: Abertura

19h30: Visita mediada às exposições

20h: conversa com artistas convidados

Visitas:

Até 30 de janeiro, de terça a sexta-feira, das 10h às 16h. Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176

Classificação indicativa de idade: Livre

Entrada franca

Principais prêmios de André de Miranda:

2011 – Menção Especial na 5ª Bienal de Gravura Olho Latino

2004 – 9º Prêmio Internacional de Grabado – Prêmio el Caliu 2004 – Olot, Espanha

2003 – 8º Prêmio Internacional de Grabado – Prêmio el Caliu 2003 – Olot, Espanha

2001 – 49º Salão de Artes de Piracicaba, São Paulo (menção honrosa)

1997 – Salão Fundação Cultural de Maricá, Rio de Janeiro (Referência Especial do Júri)

1985 – 1º Salão de Artes CIAGA – RJ (Ordem do Mérito das Belas Artes, conferida por Augusto Rodrigues)

1979 – Salão do Museu da Cidade do Rio de Janeiro, RJ (Referência Especial do Júri)

O que mais ver no MAB:

Galeria Municipal de Arte/Sala Alberto Luz: o Coletivo Periférico, composto pelas artistas Jussara Marangoni, Corina Ishikura, Cris Basile e Anna Gui, de São Paulo, apresenta a mostra Espaço, Superfície, Impermanência

Galeria do Papel: o joinvilense A. Alberton apresenta Mangue com uma intervenção feita diretamente na parede do espaço

Sala Elke Hering: o grafiteiro Raphael Sagarra (Finok), de São Paulo, estará no espaço com a mostra “Fratura Exposta”

Atenção: Os protocolos de prevenção à propagação do coronavirus – Covid 19 devem ser obedecidos, sendo necessário uso de máscara, álcool gel e distanciamento social.

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello 

postada em 22/11/2021 17:47 – 20 visualizações

Fotos

Comente com o Facebook