Dr. Vicente pressiona que governo corrija proposta de reajuste do magistério


Relator da comissão mista da Assembleia Legislativa que elaborou uma proposta de plano de carreira para o magistério, o deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB) pressiona para que o governo catarinense revise o projeto enviado ao Legislativo que trata do reajuste dos professores, com base no estudo feito pela comissão. Conforme o deputado, é esperado para os próximos dias o envio de um novo texto pelo Executivo.

“Pontos importantes do nosso estudo não foram levados em conta pelo governo. O mais importante que defendemos não aconteceu: que é o ganho significativo de salário a toda a categoria do magistério, para que ocorra de fato a descompactação da tabela e a valorização dos profissionais.”

Na avaliação do deputado, a proposta do governo, ao garantir ganho expressivo apenas aos profissionais com doutorado (58% de reajuste) e mestrado (28% de reajuste), frustra os profissionais com licenciatura plena e especialização, grupo que representa mais de 75% da categoria, e que terá reajuste pouco superior a 10%, o que significa a inflação do período.

“Queremos que o governo reveja sua proposta, olhe para o trabalho realizado pela nossa comissão mista, para a proposta que construímos para subsidiar o governo nesse processo, e corrija essas distorções.”

O deputado também aponta outros pontos que estão no relatório da comissão mista e que não foram incluídos no projeto enviado pelo Executivo, como:

  • criação do Programa Saúde do Professor;
  • aumento do vale-alimentação de R$ 12 para R$ 25 por dia trabalhado;
  • criação de gratificação pela dedicação exclusiva;
  • contratação de segundo professor e do orientador de laboratório;
  • gratificação ao profissional que leciona em escolas muito distantes, de difícil acesso;
  • convocação dos aprovados no concurso de 2017.

Assessoria de Comunicação
Deputado Estadual Dr. Vicente Caropreso – PSDB
(48) 99127 8540

Comente com o Facebook