Combustíveis registram terceiro mês consecutivo de alta nos preços


Os combustíveis mantiveram a alta de preço em novembro, conforme aponta pesquisa da Procuradoria Municipal Defesa do Consumidor (Procon) de Itajaí. A gasolina comum teve um acréscimo de 9,74% em relação a outubro e o aumento ocorreu em todos os estabelecimentos pesquisados. A gasolina aditivada subiu 9,60%, o diesel comum 10,94% e o S10 aumentou 9,53%. As variações de preço foram pesquisadas pelos fiscais do órgão de proteção em 45 postos de combustíveis, situados no município, nesta semana.

A maior diferença constatada pelo Procon é na variação de preços entre os estabelecimentos. Na gasolina comum, a média de valores é de R$ 6,54 o litro. O maior preço encontrado foi o de R$ 6,59, já o menor é de R$ 6,43, considerando que o método de pagamento seja no dinheiro ou no cartão de débito. No cartão de crédito, os preços podem chegar até R$ 6,95 por litro – valor mais alto registrado neste mês. Na aditivada, a diferença foi de 9,60% em relação ao mês anterior, podendo chegar ao custo de R$ 6,95 o litro.

O Procon orienta ainda os consumidores a se atentarem à diferença de preços entre os pagamentos em dinheiro, cartão de débito e cartão de crédito. A cobrança não é ilegal, mas deve ser informada ao motorista. Alguns estabelecimentos chegam a cobrar até R$ 0,52 de diferença em relação à forma de pagamento.

A Procuradoria de Defesa do Consumidor de Itajaí realiza todos os meses as pesquisas dos itens da cesta básica e dos combustíveis com o intuito de averiguar possíveis irregularidades e informar as variações dos preços. O Procon também realiza pesquisas sazonais como de material escolar, Páscoa e Natal.

O órgão municipal orienta os consumidores e recebe denúncias das 13h às 18h na avenida Joca Brandão, nº 655, bairro Centro, e pelos telefones 151 ou (47) 3349-6147. Os cidadãos podem acessar também o site do Procon (procon.itajai.sc.gov.br) para obter informações e entrar em contato com o órgão.   

Comente com o Facebook