Artistas do Coletivo Periféricos expõem no MAB


A exposição Espaço, Superfície, Impermanência estará na 3ª Temporada do Museu de Arte de Blumenau (MAB), que abre ao público quinta-feira, dia 25 de novembro, às 19h. Os trabalhos resultam do encontro das pesquisas conduzidas pelas artistas Jussara Marangoni, Corina Ishikura, Cris Basile e Anna Gui. É um mergulho na especulação sobre o que forja um ser: um habitante do mundo mortal. O espectador experimentará essa mostra a partir de imagens que se insinuam por meio de movimentos que operam pelo espaço.

Operando significados trabalhados pelo filósofo Emanuele Coccia, as obras provocam reflexões sobre sentidos de se ter e de se construir: erigir seu próprio corpo a partir da Terra, a partir de toda a matéria do mundo disponível deste planeta do qual os habitantes são ao mesmo tempo a modificação e a expressão, a articulação e a dobra. O espaço se transforma no tempo e na linguagem em imagem. A visualidade, portanto, se faz pelo impacto da luz – cor e forma – correlata ao espaço, ponto de partida e de chegada de espaço, superfície, impermanência.

O público pode visitar a mostra gratuitamente de terça a sexta-feira, das 10h às 16h. As visitas mediadas são agendadas pelo telefone 3381-6176 e a classificação indicativa de idade é livre.

Saiba mais

Abertura da 3ª Temporada de Exposições no MAB – ano 2021

Data: quinta-feira, dia 25 de novembro

19h: Abertura

19h30: Visita mediada às exposições

20h: conversa com artistas convidados

Visitação:

Até 30 de janeiro, de terça a sexta-feira, das 10h às 16h. Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176

Classificação indicativa de idade: Livre

Entrada franca

As artistas

Jussara Marangoni: nasceu em São Paulo, vive e trabalha em Araçatuba. Graduou-se em Artes na FAAP e concluiu mestrado em design pela UNESP. É professora de artes, tendo colaborado com universidades como Mackenzie, FAAP, Santa Marcelina, Belas Artes, PUC-SP e oficinas no SESC. Foi assistente do artista Nelson Leirner por 13 anos, antes de transferir-se para o interior do Estado. Participa de residências artísticas, exposições em espaços independentes, museus, galerias e centros culturais

Corina Ishikura: nasceu, vive e trabalha em São Paulo. Possui graduação em Letras na Universidade Mackenzie. Participa como aluna especial das disciplinas do Programa de Pós-Graduação Interunidades Estética e História da Arte (USP): Poéticas Contemporâneas MAC USP com Katia Canton e Cristina Costa (2021) e História da crítica de Arte e Abstrações (2021). Estudou pintura com Elias Muradi e frequentou o ateliê de Kazuo Wakabayashi. Foi voluntária no Setor Cultural da Fundação Mokiti Okada (2017-2019). Tem pesquisa e produção em pintura, desenho, colagem e instalação. Também participa de exposições no Brasil e Exterior

Cris Basile: formou-se em Artes Plásticas pela Fundação Armando Álvares Penteado – FAAP e atualmente cursa pós-graduação em Arterapia. Atua como psicopedagoga e artista visual. Em seu trabalho, principalmente com pintura, trabalha com o que remete à fragilidade humana. Inspira-se na observação de linhas, que através de diferentes suportes, compõem uma espécie de trajetos do mundo. Conduzem e dão formas para o trabalho. São como traços na pele que recobre tudo. Pele humana, pele que cobre as coisas e que protege a natureza, dando equilíbrio aos espaços com cores e garatujas. Em 2008, recebeu o Prêmio Aquisição no 27º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto

Anna Gui: nasceu em Cajuru (SP), reside e trabalha em São Paulo. Bacharel e Licenciada em Comunicação pela Universidade de Taubaté (SP), cursou escultura, gravura e pintura na Faculdade de Artes, da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP-SP), e na UNESP. Fez Mestrado em Artes e Doutorado em Artes e Tecnologia, na PUC-SP. Fez residência de seis meses na Indiana University-Purdue (IUPUI-IN), School of Liberal Arts; e no Instituto de Artes da UNESP-SP com Exposição Individual realizada na Galeria de Arte do Instituto de Artes da UNESP, de São Paulo. É editora e diretora de arte, ilustradora, fotógrafa, pesquisadora e escritora com experiência no país e no Exterior

O que mais tem para ver no MAB

Galeria do Papel: o joinvilense A. Alberton apresenta Mangue com uma intervenção feita diretamente na parede do espaço

Sala Roy Kellermann: o gravador e curador André de Miranda (RJ) traz a 2ª Mostra Internacional Ex-Libris – marca de uma identidade, com 240 Ex-Libris de artistas de 12 países

Sala Elke Hering: o grafiteiro Raphael Sagarra (Finok), de São Paulo, estará no espalo com a mostra “Fratura Exposta”

Atenção: Os protocolos de prevenção à propagação do coronavírus – Covid 19 devem ser obedecidos, sendo necessário uso de máscara, álcool gel e distanciamento social.

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

postada em 18/11/2021 18:47 – 4 visualizações

Fotos

Comente com o Facebook