APAE da Capital pode economizar 70% na conta de luz com usina solar da Celesc


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Com o objetivo de promover maior eficiência energética em instituições que prestam serviços sociais em Santa Catarina, a Celesc instalou uma usina fotovoltaica que atenderá toda a estrutura da APAE Florianópolis, localizada no bairro Itacorubi. A iniciativa é originária da Chamada Pública do Programa de Eficiência Energética Celesc/Aneel 2018, e a companhia destinou R$ 559,13 mil em recursos na implantação desse projeto. 

A usina solar está instalada em um novo prédio da APAE, que abrigará o Centro de Atendimento ao Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) Dr. Álvaro José de Oliveira. A estrutura foi inaugurada na última sexta-feira,12. Já a usina entrará em operação até o fim deste mês. No mesmo terreno do novo prédio, funciona a sede da APAE da Capital e toda a sua estrutura, em uma área que compreende 5.500 metros quadrados. A usina solar instalada pela Celesc atenderá a todos os prédios. O projeto vai proporcionar à instituição uma economia de até 70% na conta de energia. 

“Para a Celesc, é de grande importância quando as APAEs, hospitais e outras entidades sociais participam das nossas chamadas públicas e são beneficiadas, proporcionando energia de qualidade e conforto à população atendida por essas instituições. Este projeto tem como objetivo dar eficiência total ao sistema de iluminação do novo prédio da APAE de Florianópolis”, afirmou o gerente de projetos do Departamento de Eficiência Energética da Celesc, Rodrigo José Hoffmann. 

Hoffmann explicou que o sistema de placas fotovoltaicas possui potência de 52,89 kWp e é composto de um inversor trifásico On Grid de 60 kW e 129 módulos solares policristalinos de 410 Wp. Além da instalação da usina solar, a companhia realizou a substituição de 492 lâmpadas de baixa eficiência e alto consumo por modelos de tecnologia a LED, que apresentam duração de aproximadamente 15 anos e menor consumo de energia em comparação a modelos de vapor de sódio, mercúrio ou de vapor metálico, consideradas energeticamente ineficientes por durarem, em média, cinco anos. 

Atualmente, a APAE Florianópolis atende a cerca de 640 portadores de deficiência intelectual e ou múltipla. Com a inauguração do prédio, esse número chegará a 890 pacientes, somados a 169 funcionários. 

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

“O impacto dessa usina é excelente para a APAE. Além de ficarmos praticamente autossustentáveis em relação à energia, o que representará uma economia financeira importante, o projeto também oferece energia limpa, o que contribui com o meio ambiente. Estamos muito felizes de termos sido contemplados por esse projeto da Celesc”, destacou o presidente da APAE, Ricardo de Souza Mendonça. 

Programa de Eficiência Energética 

Os investimentos da Celesc no Programa de Eficiência Energética nos últimos dois anos superaram os R$ 40 milhões, beneficiando cerca de 40 instituições, como universidades, hospitais, obras de iluminação pública, indústrias e órgãos públicos. Além dessas instituições, mais de 10 mil clientes de baixa renda foram atendidos com ações visando à troca de lâmpadas e chuveiros eficientes.

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Imprensa 
Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. – Celesc 
E-mail: [email protected] 
Atendimento 24h: 0800-480120
Site: www.celesc.com.br

Fonte: Governo SC

Comente com o Facebook