Gente Catarina fortalece programas de apoio a gestantes e bebês de alto risco na Serra


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Lançado em setembro deste ano, o Programa Gente Catarina busca desenvolver medidas integradas em diferentes regiões do estado. Partindo de projetos pré-existentes, a iniciativa atua para distribuir aportes financeiros para ações de enfrentamento às causas que provocam uma diminuição no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos municípios.

Um dos projetos incentivados pelo Gente Catarina é o da Rede Cegonha Serra Catarinense. Feito pela Regional de Saúde de Lages e abrangendo 18 municípios, o programa trabalha na redução dos índices de mortalidade infantil, ampliando a rede de atendimento e acolhimento de gestantes e bebês.

Entre os planos de ação do Gente Catariana está o fortalecimento da Atenção Primária da Saúde e, dentro deste contexto, a Rede Cegonha possui um trabalho de atenção primária que é fundamental na redução da mortalidade. O projeto possibilitou a criação de laboratórios especializados de atendimento às gestantes de alto risco nas unidades básicas de saúde, facilitando e aproximando o atendimento das pacientes.

Na região, o Hospital de Maternidade Tereza Ramos (HMTR), de Lages, unidade própria da Secretaria de Estado da Saúde, é referência no atendimento às gestantes de alto risco e desde 2019 possui um ambulatório voltado ao acolhimento dessas pacientes. O trabalho é desenvolvido por meio de uma rede que integra as unidades básicas de saúde dos municípios e o atendimento especializado no HMTR.

Em 2019, com a atuação da Rede Cegonha foi possível reduzir para nove o índice de mortalidade infantil, número que anteriormente chegava a 17. “Durante o ano de 2020, a pandemia provocou uma alteração significativa nos nossos processos de atendimento, infelizmente, nosso índice acabou por aumentar, chegamos agora a uma mortalidade de 14,1. Porém acreditamos que com o incentivo do Gente Catarina e com o trabalho e dedicação de nossos profissionais ainda salvaremos muitas vidas”, afirma a gerente Regional de Saúde, Daniela Rosa de Oliveira.

Também com o apoio do Gente Catarina será realizado um mapeamento georreferenciado de dados de saúde da região, o que possibilitará gerar mapas temáticos facilitando atendimentos e aplicação de políticas públicas de saúde.

O Programa Gente Catarina beneficiará diretamente 61 municípios que apresentam os menores IDHs.

Mais informações para a imprensa:
Karla Lobato
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde – SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99913-0316
E-mail: [email protected]
Site: portalses.saude.sc.gov.br

Fonte: Governo SC

Comente com o Facebook