Parlamento Jovem atesta projeto de Paulinha que pleiteia psicólogos na rede pública de ensino


Uma sugestão do Parlamento Jovem, especificamente, de representantes da EEB Julius Karsten, de Jaraguá do Sul, que apresentaram e aprovaram a proposta de criar o cargo de psicólogo, com atuação nas escolas da rede pública do estado, reforça o projeto de lei da deputada Paulinha (sem partido), que busca exatamente incluir esse profissional nas instituições de ensino de Santa Catarina.

Além disso, os parlamentares da 28ª edição do Programa Parlamento Jovem Catarinense sugeriram a inclusão da educação sexual no currículo escolar.

A deputada Paulinha ficou feliz ao avaliar que o seu mandado está em sintonia com as necessidades da juventude catarinense. Em um post em suas redes sociais, Paulinha afirmou que adora participar do Parlamento Jovem.    

“A gente se mistura com essa galerinha e renova as energias, as esperanças num mundo melhor, e se dá conta que vale lutar pelo fim do preconceito, em todas as suas formas”, avaliou. “O Parlamento Jovem nos deu um forte impulso para seguirmos com o nosso projeto que determina a presença de psicólogos nas escolas.  Minha gratidão redobrada! Vocês fizeram um estudo top, de gente grande”, disse a deputada.

“O psicólogo promoverá a saúde mental das crianças e dos adolescentes e também da comunidade escolar”,  defendeu Ana Carolina Masalai da Silva, de Jaraguá do Sul.

“Houve um aumento de 115% pela procura por psicólogos na pandemia e das 2.678 tentativas de suicídios registrados de janeiro a agosto de 2020, cerca de 700 eram jovens”, destacou João Vitor Alves Ribeiro, de Caçador.

“Informações que servem como subsídios para a implantação imediata desse cargo de psicólogos nas escolas”, avaliou a parlamentar.

Valquiria Guimarães

Assessoria de Comunicação

Deputada Paulinha

048 991047676

Comente com o Facebook