Deputados jovens de SC querem psicólogo e educação sexual nas escolas


Os parlamentares da 28ª edição do Programa Parlamento Jovem Catarinense sugeriram, durante a sessão da tarde de quinta-feira (11) da Assembleia Legislativa, a contratação de psicólogos para as escolas públicas e aprovaram a inclusão da educação sexual no currículo escolar.

Os representantes da EEB Julius Karsten, de Jaraguá do Sul, apresentaram e o plenário aprovou indicação ao governador do estado e à Secretaria de Estado da Educação (SED) para criar o cargo de psicólogo, com atuação nas escolas da rede pública do estado.

“O psicólogo promoverá a saúde mental das crianças e dos adolescentes e também da comunidade escolar”, defendeu Ana Carolina Masalai da Silva, de Jaraguá do Sul.

“Houve um aumento de 115% pela procura por psicólogos na pandemia e das 2.678 tentativas de suicídios registrados de janeiro a agosto de 2020, cerca de 700 eram jovens”, destacou João Vitor Alves Ribeiro, de Caçador.

Já os parlamentares jovens da EEB Expedicionário Mário Nardelli, de Rio do Oeste, propuseram projeto de lei, que foi aprovado, para incluir a educação sexual na grade curricular das escolas públicas a partir do 6º ano e até o 3º ano do Ensino Médio.

Segundo a lei aprovada, os conteúdos ensinados serão adequados às fases de amadurecimento dos adolescentes e deverão conter noções de higiene, respeito ao corpo do outro, puberdade, anatomia, sistema reprodutivo, gravidez, parto, contracepção, prevenção do assédio e da violência sexual, entre outros.

“Pretendemos atingir desde o Ensino Fundamental até o Ensino Médio. As linguagens e conteúdos serão diferentes. Para as crianças, por exemplo, se busca prevenir os abusos, porque muitas vezes elas não sabem relatar ou diferenciar o assédio do carinho”, ponderou Eduarda Novak Grott, de Rio do Oeste.

Educação política e batalha da Revolução de 1930
Também foi aprovado projeto de lei protocolado pelos representantes da EEB Rui Barbosa, de Formosa do Sul, que institui programa de educação política no Ensino Médio no âmbito das escolas públicas catarinenses.

Foi aprovado ainda o projeto de lei proposto pelos representantes da EEB Altino Flores, de Anitápolis, instituindo a data 16 de outubro como o dia do combate da Serra da Garganta, em Anitápolis, batalha pouco conhecida da época da Revolução de 1930.

Recreação no contraturno e rede elétrica
Os deputados jovens da EEB Maria Paula Feres, de Mafra, indicaram ao governador e à SED que sejam implantados centros de recreação nas instalações das escolas públicas que funcionem no contraturno escolar e nos finais de semana.

Por outro lado, os parlamentares da EEB Nossa Senhora do Rosário, de Lages, aproveitaram a oportunidade para reivindicar a reforma da rede elétrica do tradicional educandário localizado no bairro Coral.

Violência contra a mulher
Já os representantes da EEB Irmão Léo, de Caçador, apresentaram ao plenário, que aprovou, indicação ao chefe do Poder Executivo e ao comandante da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) visando a ampliação do Programa Rede Catarina para todos os municípios do estado, além da promoção de uma campanha mediática para divulgar a Rede Catarina.

Prestígio parlamentar
As deputadas Dirce Heiderscheidt (MDB) e Ada de Luca (MDB) parabenizaram os estudantes que participam da 28ª edição do Parlamento Jovem, assim como a direção e professores das escolas e a equipe da Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira, que organiza e promove o Parlamento Jovem.

“Temos muita esperança nos projetos que vêm de vocês e não tenham dúvidas, daqui sairão muitos vereadores, vereadoras, prefeitos, prefeitas, deputados estaduais, federais, senadores e por que não presidente do Brasil?”, declarou Dirce.

“A coisa mais gostosa, mais bonita do mundo é a participação de vocês. O futuro está na mão de vocês, peguei a época da ditadura, fui presa quatro vezes, mas nunca dobrei minha coluna vertebral. A vida pública também é dolorosa, não é só palmas, encontros, churrascos e festas”, pontuou Ada.

Deputadas e deputados da 28ª edição do Parlamento Jovem Catarinense
Helena Back, Anitápolis

Iasmin Herdt Petry, Anitápolis

Julia Neuhaus Kraus, Anitápolis

Gislaine dos Santos, Caçador

Jennifer da Silva Américo, Caçador

Ketsia Vitória Guimarães Paulik, Caçador

Lais Regina Furlan, Formosa do Sul

Kétlin Cristine Simonato, Formosa do Sul

Glenda Vitória Pazinatto, Formosa do Sul

Carolina Eduarda Favaretto, Formosa do Sul

Raquel Alves Luís de Sousa, Jaraguá do Sul

Ana Carolina Masalai da Silva, Jaraguá do Sul

Monique Emília Goetten, Jaraguá do Sul

Larissa dos Santos Lima, Lages

Isabele Lourenço de Souza, Lages

Valentina Jung, Lages

Sariane Olga de Oliveira Abreu, Lages

Bruna Eduarda Lezin, Mafra

Brenda Grochovski Batista, Mafra

Amanda Muller, Mafra

Aline Priscila Postai, Rio do Oeste

Letícia Augusto, Rio do Oeste

Eduarda Novak Grott, Rio do Oeste

Érica Carlini Stinghen, Rio do Oeste

Vinicius Back, Anitápolis

Luan Francisco Back Kraus, Anitápolis

Edgar Maurílio Neto, Caçador

João Vitor Alves Ribeiro, Caçador

Cauan Vitor Panarotto, Formosa do Sul

Gustavo Henrique Petry, Jaraguá do Sul

Davi Gramn Bauer, Jaraguá do Sul

Guilherme Scheuermann Pereira, Lages

Gabriel Pfeffer, Mafra

Cristian Matkevicz Gomes dos Santos, Mafra

Pablo Eduardo Kuntzel, Rio do Oeste

Escolas participantes
EEB Irmão Léo, de Caçador

EEB Nossa Senhora do Rosário, de Lages

EEB Expedicionário Mário Nardelli, de Rio do Oeste

EEB Julius Karsten, de Jaraguá do Sul

EEB Rui Barbosa, de Formosa do Sul

EEB Altino Flores, Anitápolis

EEB Professora Maria Paula Feres, de Mafra

Comente com o Facebook