Da noite para o dia, influenciador digital em gastronomia


O que era para ser um período de depressão e angústia por estar sem emprego fixo em meio à pandemia de Covid-19 acabou sendo uma oportunidade de superação, de reestruturação de vida e de conquista de um sucesso inesperado. Essa é a síntese do que aconteceu com o administrador Jobson Amâncio, 36 anos, que se tornou influenciador digital de gastronomia, uma referência nacional nas principais mídias sociais, com mais de 5 milhões de seguidores. 

Com o bordão “Sério, pessoal! Ficou uma delícia”, Jobson disponibiliza vídeos com duração de 30 segundos a 1 minuto, dependendo da rede social, nos quais ensina receitas simples para seus seguidores – desde uma simples receita de brigadeiro até bolachas, bolos e outras gostosuras – e tornou-se uma atração para os amantes da culinária. Ele lembra que começou a gravar os vídeos em maio de 2020 simplesmente para passar o tempo, já que estava em casa, isolado devido à pandemia, e os restaurantes estavam fechados.

Natural de Florianópolis e morador do Bairro Forquilhinhas, em São José, Jobson, que é pós-graduado em marketing digital, estava acostumado à rotina do trabalho tradicional, de levantar cedo, pegar ônibus e ir trabalhar em escritórios na Capital catarinense. Em 2019, a empresa em que ele trabalhava foi incorporada por outra e ele passou a fazer trabalhos como freelancer (autônomo sem vínculo empregatício). Em 2020 veio a pandemia e ele ficou isolado em casa com seus pais. “Nem imaginava mudar de vida, mas veio a pandemia e comecei a gravar os vídeos para me distrair”, conta.

“Não tinha tempo para cozinhar antes, trabalhava direto e levava mais de uma hora e meia para ir ao trabalho e uma hora e meia para retonar para casa. Comecei a fazer vídeos sem pensar em retorno financeiro. Sem pensar que geraria algum lucro, não sabia nem como monetizar as redes sociais.”

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE NewsInicialmente conheceu ele a rede social TikTok por intermédio de uma sobrinha e gravou o primeiro vídeo ensinando a preparar uma pizza de bolacha de água e sal. “Em um mês, já tinha 100 mil seguidores, e como eu atuava em marketing digital sabia que era difícil conseguir esse número de seguidores. Achei interessante. Depois o próprio TikTok me convidou para uma reunião on-line, onde estavam os maiores criadores de conteúdo do Brasil. De repente, me vi na reunião com pessoas que assistia antes.”

Jobson salienta ainda que neste primeiro momento o maior desafio foi mudar de papel, já que estava acostumado a ser um profissional de marketing digital. “Trabalhava colocando as pessoas em foco, e de repente virei atração. Inicialmente gravava somente aparecendo as mãos.”

Desafios
A mudança de vida foi instantânea. Jobson ri ao explicar que após os primeiros vídeos conquistarem milhares de seguidores, diretores de empresas passaram a ligar para ele querendo patrocinar o programa, enviar produtos para ele preparar e divulgar. “Eu nem sabia o quanto cobrar. Era um desafio quantificar o valor do meu trabalho.” Atualmente, Jobson conta com a assessoria de uma agência em São Paulo para lidar com o lado comercial de seus vídeos, virou um microempreendedor individual (MEI) e tem um estúdio na casa de seus pais, onde são gravados os programas. “Posto um vídeo por dia, faço pratos que gosto de comer, com muito chocolate, sobremesas, entre outros. A minha mãe é a inspiração.”

O influenciador digital agora tem um patrocinador fixo e três campanhas, além de estar em negociação com outros patrocinadores. Para exemplificar a mudança que ocorreu em sua vida, Jobson cita que comprou um avental pela internet e quando o fabricante viu que as pessoas pediam o “avental do Jobson” acabou entrando em contato e enviou o produto para a casa dele.

Jobson triplicou sua renda mensal, por meio de patrocínios e monetização das plataformas digitais, comparando ao salário que ganhava em emprego tradicional. Ele participou do programa de televisão com o chefe Erick Jacquin na Band. “Fiz chimia de ovo, sobremesa doce alemã”, conta. Depois do sucesso, vários famosos passaram a seguir Jobson nas redes sociais. “Imaginem, a Ludmilla, cantora e compositora que sou fã, me segue!”

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE NewsA referência para os preparos das receitas vem da mãe, Anaida de Souza, que na opinião do filho  cozinha muito bem e sempre o ajuda quando há alguma dúvida. “Ela sempre me apoiou e me incentivou.” Para Anaida, o sucesso alcançado por Jobson é mérito dele. “Ele sempre me viu cozinhando e inicialmente gravava na minha cozinha, mas sempre ajeitava as coisas. Me emociono ao ver a dedicação, e é gratificante o respeito que ele conquistou no Brasil.”

Anaida diz que ainda está aprendendo a acessar as redes sociais, mas que se assusta ao perceber que milhões seguem seu filho. “Gosto da comida dele, é uma delícia, tem tempero e qualidade. O importante é ele amar o que faz.” Ela revela ainda que muitos amigos de infância e parentes distantes quando percebem que é o Jobson nas redes sociais ligam perguntando. “É o Binho [apelido de infância], mesmo?” Todos parabenizam a iniciativa e o sucesso dele, comemora a mãe.

Para quem quiser conhecer as receitas do Jobson basta acessar as redes sociais:
https://www.tiktok.com/@jobsonamancio – mais de 2,8 milhões de seguidores
https://br.pinterest.com/jobson – mais de 200 mil fãs
https://www.instagram.com/jobsonamancio/ – mais de 400 mil seguidores
http://s.kw.ai/1BDXl437 – mais de 2,1 milhões de fãs
https://www.youtube.com/jobsonamancio – mais de 20 mil seguidores

Comente com o Facebook