Camerata: patrimônio cultural e emenda de R$ 100 mil à associação


Nesta quinta-feira (11) o deputado Jair Miotto (PSC) esteve na Associação Filarmônica Camerata Florianópolis. Na oportunidade, acompanhou um ensaio e reuniu-se com a presidente da associação, Arlete Rosana dos Santos, com o maestro Jeferson Della Rocca, e com a produtora executiva Maria Elita Pereira. Durante a reunião, o deputado destacou a importância da associação para a cultura catarinense e também do Brasil.

Para a Camerata Florianópolis, o deputado destinou uma emenda de R$ 100 mil. O parlamentar também é autor do Projeto de Lei (PL) 212/2019 . “Através da proposta, queremos declarar a Camerata Florianópolis como integrante do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural de Santa Catarina”, salienta o deputado. O texto já foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catatina (Alesc), e aguarda para ser apreciado na Comissão de Educação, Cultura e Desporto.

A Camerata
Nesta sexta-feira, 12 de novembro, a Camerata Florianópolis realiza espetáculo “Homenagem ao Choro”, no Teatro do CIC. “Acompanhamos o ensaio do espetáculo e parabenizamos todos os envolvidos por esse trabalho cultural e social que precisa ser fomentado e reconhecido”, destaca Miotto.

A associação foi fundada em 1994 pelo maestro Jeferson Della Rocca. Desde então, atua, ininterruptamente, na agenda cultural de Santa Catarina. Hoje, a orquestra figura entre os mais importantes grupos do gênero no Brasil.

Gravou 12 CDs e dois DVDs. Além do repertório camerístico, a Camerata Florianópolis também realiza um trabalho sinfônico interpretando obras clássicas de peso. Tem destaque em vários estados brasileiros, como Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais, mas também no exterior, realizando turnês pela França, Espanha, Alemanha e Itália.

Entre várias honras recebidos, destacam-se o Prêmio Franklin Cascaes de Cultura da Prefeitura Municipal de Florianópolis (2011), a Medalha Mérito Cultural Cruz e Sousa do Governo do Estado de Santa Catarina (2012) e o Prêmio Edino Krieger como “Destaque Musical do Ano” da Academia Catarinense de Letras e Artes (2015).

Trabalho social
Todo esse intenso trabalho artístico não impediu que, desde sua criação, desse enorme valor às questões sociais. Implantou projetos educacionais, como Educando com Música e Música e Cidadania. Contribuiu para a democratização do acesso a espetáculos eruditos através do projeto Concertos nas Comunidades e turnês pelo interior de Santa Catarina. Tais iniciativas vêm contribuindo com a cultura musical no Estado, formando plateias e estimulando a juventude à prática musical.

Comente com o Facebook