Assembleia recebe embaixador mirim do Ministério da Saúde


Atendendo a uma solicitação do deputado Mauricio Eskudlark (PL), a sessão plenária da manhã desta quinta-feira (11) foi suspensa para o pronunciamento do embaixador mirim em Santa Catarina do Ministério da Saúde, Igor Moser, que tratou de temas como prevenção em saúde e automutilação em jovens.

Moser, de 15 anos e aluno do 1º ano do Ensino Médio, iniciou sua fala agradecendo a Eskudlark pelo o apoio em sua busca por envolver-se mais com o sistema político. Ainda em 2019, ele disputou e foi eleito para uma vaga no programa de vereadores mirins da Câmara Municipal de Ascurra.

Ele disse que a paralisação do programa em decorrência da pandemia de Covid-19 o levou a buscar outras atividades que trouxessem algum benefício ao município, culminando com a aproximação com o Ministério da Saúde e o convite, em setembro de 2020, para assumir a representação do órgão no estado, no modelo de embaixador mirim. Entre as suas atribuições no cargo, ele citou a participação no programa de Educomunicação, método de ensino no qual os meios de comunicação são utilizados como elemento para a difusão do conhecimento e potencialização da aprendizagem.

Moser afirmou que, por meio do Ministério, também obteve a inclusão de Santa Catarina no programa Cada Vida Vale, da Secretaria de Gestão de Trabalho e Educação em Saúde (SGTES).

Já o município de Ascurra recebeu um evento do Ministério da Saúde em que foram lançados o Guia de Atividade Física para a População Brasileira, com a campanha Vamos Prevenir a Obesidade Infantil, 1, 2, 3 e Já; e a palestra Importância da Atividade Física e Saúde Mental. Na ocasião, foi anunciada ainda a abertura de 10 mil vagas em cursos para profissionais da saúde nas áreas da saúde em urgência e emergência.

Ele pediu apoio dos parlamentares para os programas desenvolvidos pelo ministério. “Excelentíssimos deputados, valorizem e direcionem esforços para estes programas que capacitam nos temas ligados à prevenção em saúde. Pois me parece tão óbvio, que, se de forma efetiva, ocorrer a orientação correta da população e o engajamento dos formadores de opinião, os custos com consultas, exames, medicamentos e outros serão diminuídos de forma exponencial. Ou seja, teremos a economicidade prevista no artigo 70 da Constituição Federal e evitaremos sofrimento desnecessário.”

Durante o seu pronunciamento, Moser também questionou se o meio político vem dando a devida atenção ao problema da prática da automutilação entre os estudantes, outro tema trabalhado pelo Ministério da Saúde. “Com toda a certeza, tratando a automutilação entre jovens com o devido valor que o tema merece, bem como estimulando a prática rotineira de atividades físicas, estaremos prevenindo mortes, lares desfeitos e garantindo maior qualidade de vida para a nossa gente.”

Ao final, ele colocou-se à disposição dos deputados para buscar em Brasília eventos e capacitações em saúde que sejam de interesse da população catarinense.

Manifestações
Diversos deputados tomaram a palavra para elogiar as ações desenvolvidas por Moser.

“Todos nos sentimos muito bem representados pelo discurso do Igor, que é atuante e vem participando de muitas atividades. Nós temos uma representação que realmente tem lutado e traz para nós esses ideais”, disse Eskudlark.

“O nosso reconhecimento pela sua iniciativa, pela sua coragem. Com essas atitudes é que vamos conseguir minimizar esses problemas tão sérios que vivemos nos dias de hoje”, acrescentou Silvio Dreveck (PP).

Para Jerry Comper (MDB), além de trazer bons resultados para o estado, as ações de Moser contribuirão para influenciar positivamente os demais jovens. “Esse exemplo que está dando, pode ter certeza, vai se espalhar, não só para Santa Catarina, mas para todo o país. Isso é um grande motivo de orgulho para nós, parlamentares e pais.”

Já o deputado Nilso Berlanda (PL), presidente em exercício da Assembleia Legislativa, ressaltou que a presença do embaixador mirim na Casa soma-se à dos integrantes do Parlamento Jovem, programa pelo qual a Casa procura aproximar os estudantes do sistema legislativo e das questões tratadas no estado.

Comente com o Facebook