Procon de Criciúma reforça cuidados para a Black Friday


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Com a chegada da Black Friday, os consumidores devem estar alertas para ofertas e sites enganosos. Pensando nisso, a Coordenadoria Municipal de Defesa do Consumidor (Procon) de Criciúma, com o propósito de orientar a população, elaborou uma lista de cuidados a serem tomados no momento da compra.

“O senso crítico do consumidor é afetado nesta ocasião por conta da intensa variação de preços num determinado produto. Por se tratar de uma data comercial, algumas pessoas esperam ansiosamente para conseguir descontos e compras a preços acessíveis. Isso pode gerar um descuido e, por consequência, uma compra imprudente”, explica o coordenador do Procon, Rodrigo Borges.

Confira cuidados a serem observados:

1 – Real necessidade de compra: a Black Friday traz intensas ações de marketing para seduzir consumidores. Não se deve comprometer seu orçamento. Só concretize a compra de algo realmente necessário no momento, e se as finanças pessoais estiverem devidamente sanadas.

2 – Pesquisa de preços: muitos produtos terão seus preços alterados. É preciso ter parâmetros sobre os preços dos produtos que você deseja adquirir. Todos estão sujeitos a acharem falsos descontos atrativos. Tendo parâmetros, o risco de fazer compras não vantajosas é reduzido.

3 – Escolha as marcas dos produtos: procure informação sobre a qualidade e procedência do produto. A compra de algo desconhecido, apenas por oportunidade ou ocasião, pode não se mostrar vantajosa posteriormente. Tendo afinidade com marca A, B ou C, restrinja suas avaliações comerciais a elas.

4 – Explore lojas virtuais: vendas são realizadas 24 horas por dia. É uma plataforma em que o consumidor pode explorar cautelosamente, e de casa, comparando preços em tempo real. Outras situações devem ser observadas em ambiente virtual, como confiabilidade e segurança do site, condições de compra, modalidade de pagamento, custos de frete, etc.

5 – Visite a loja antes da data: visitando o local com antecedência pode-se ter mais parâmetros para análise, visando ter consciência de concretizar boas compras ou se está sendo alvo de um excessivo apelo comercial. Assim, pode-se ter ideia se os produtos estão sujeitos à más condições de armazenamento, situação de crediário, etc.

6 – Verifique se a loja é confiável: essencial caso seja necessário acionar garantias, assistência técnica e afins. Busque pessoas que já compraram na loja. O pós-venda é tão importante quanto a compra em si. Analise tudo o que for possível para não ser vítima de golpes ou ficar atrelado a uma relação comercial ruim e desgastante.

Para mais informações ou realização de denúncias, o consumidor pode ligar para o número 151, ou ir diretamente na sede do Procon, na rua Henrique Lage, nº 267, no bairro Centro.

Comente com o Facebook