Fecam pede investimentos e estruturação da defesa civil nos municípios


O Colegiado Estadual de Proteção e Defesa Civil (CDC/SC) da Federação Catarinense dos Municípios (Fecam) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa na tarde desta terça-feira (9) para pedir a estruturação e o fortalecimento das defesas civis nos municípios catarinenses para o enfrentamento das consequências das mudanças climáticas.

O coordenador do colegiado, Elton Cunha, que é diretor da Defesa Civil de Barra Velha, afirmou que as mudanças climáticas já causam prejuízos econômicos, além de resultar em secas prolongadas, desertificação, aumento de doenças transmitidas por insetos, entre outras consequências. “Até 2050, teremos 17 milhões de refugiados climáticos só na América Latina”, disse.

Cunha reconheceu os avanços na Defesa Civil estadual nos últimos anos, mas afirmou que é necessário investir principalmente na estruturação dessa área nos municípios. Ele também pediu a profissionalização e a valorização dos agentes da defesa civil.

“Temos muitos riscos e ameaças no nosso estado. Não existe receita pronta ou simplista, mas o começo parte de uma política pública de proteção e defesa civil, que se faz com pesquisa, planejamento, estruturação, educação e financiamento. Sem esses cinco eixos, estaremos fadados ao fracasso constante”, disse Cunha.

O presidente da Fecam e prefeito de Araquari, Clenilton Carlos Pereira, destacou que Santa Catarina é o único estado do Brasil que possui um colegiado de Defesa Civil. “É muito importante que a gente tenha um olhar diferenciado para a Defesa Civil”, disse. “É como um seguro, que a gente paga para não precisar usar.”

Ele também convidou os deputados para uma exposição sobre a história da Defesa Civil, que acontece até o dia 23, na Sala dos Prefeitos da Alesc.

O presidente em exercício da Assembleia, deputado Nilso Berlanda (PL), parabenizou o coordenador do colegiado pela manifestação e destacou a importância do trabalho realizado pela defesa civil.

Os deputados Dr. Vicente Caropreso (PSDB) e Milton Hobus (PSD) também se manifestaram. Hobus, que foi secretário de Estado da Defesa Civil, relembrou o trabalho para o fortalecimento da área em Santa Catarina, em especial nos municípios. “Hoje a Fecam vê essa importância. Não existe defesa civil sem a estruturação municipal, preparando a população para as ocorrências”, disse.

Comente com o Facebook