Covid-19: atendimento de pacientes sintomáticos será feito nas UBSs, em Criciúma


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Os pacientes suspeitos de Covid-19 em Criciúma já estão sendo atendidos pelas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município. Pacientes sintomáticos, que antes eram atendidos apenas no Centro de Triagem Coronavírus, hoje podem procurar por atendimento nas unidades, e de lá, já recebem o tratamento e encaminhamento para realização de testes. Com a mudança, somada à redução do número de casos ativos e suspeitos no município, o Centro de Triagem será desativado em dezembro. O espaço será utilizado pela Secretaria Municipal de Saúde em outras atividades.

“Hoje, a maior parte dos pacientes atendidos no Centro de Triagem é de moradores da área central, que poderiam ser atendidos, por exemplo, pela Unidade Básica de Saúde do Centro”, explicou a coordenadora de Urgência e Emergência da Secretaria Municipal de Saúde, Sandra Helena Cardoso. Segundo ela, o fechamento do espaço não deve, portanto, prejudicar o atendimento. “Os moradores já estão sendo assistidos em suas unidades, com atendimento qualificado no enfrentamento à Covid-19, e de forma ainda mais acessível, por estar em locais próximos da população”, pontuou.

O Centro de Triagem Coronavírus foi pioneiro e modelo para o resto do país, com atendimento qualificado de pacientes sintomáticos, desde março de 2020. Até hoje, mais de 131 mil atendimentos já foram feitos no local. Em 2021, o horário de funcionamento no espaço já havia sido reduzido, também por conta da baixa demanda. O Centro, que antes funcionava 24h, desde o mês de setembro realiza atendimento das 7h às 19h.

Queda nos números

Os dados levantados pela Secretaria de Saúde de Criciúma mostram uma redução no número de pessoas que passaram pelo Centro de Triagem nos últimos meses. O mês com mais atendimentos em 2021 foi maio, quando o país vivia o último pico da Covid-19. Naquele mês, nove mil pessoas passaram pelo local.

Em junho, o número de atendimentos caiu para 8.974, e em julho, para 5.922. Redução que foi ainda mais significativa nos meses seguintes, chegando à 3.252 atendimentos nesse mês de outubro, só no Centro de Triagem. “Além disso, tivemos uma redução, também, no número de casos ativos, com menos testes positivados do que costumava ocorrer nos últimos meses”, concluiu a coordenadora.

Em maio desse ano, por exemplo, a média diária era de aproximadamente mil casos ativos. Já no mês de outubro, esse número foi de aproximadamente 100. “Os números são reflexo do trabalho incansável das equipes de saúde do município, além é claro, da intensificação da vacinação. Hoje, ultrapassamos 70% de imunização completa na população apta a ser vacinada, e mais de 90% já recebeu pelo menos a primeira dose da vacina”, lembrou o secretário de Saúde, Acélio Casagrande.

Comente com o Facebook