Santa Catarina dá início à colheita de cereais de inverno


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News
Foto: Divulgação/Epagri

Com a expectativa de safra recorde de trigo, Santa Catarina dá início à colheita de cereais de inverno, para serem usados em ração animal. Segundo a Epagri/Cepa, o estado deve produzir 348 mil toneladas de trigo, o maior valor dos últimos dez anos. A abertura oficial da colheita aconteceu nesta quarta-feira, 27, em Ituporanga, e contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural de Santa Catarina, Altair Silva.

“Hoje comemoramos a primeira colheita de trigo, que será destinado à ração, um passo importante, porque nós estamos fortalecendo nossa economia, gerando mais riquezas e mantendo o solo sendo cultivado o ano todo. Para o próximo ano, com mais experiência e mais pesquisas, vamos incrementar o Programa de Incentivo ao Cultivo de Cereais de Inverno, para que os produtores abracem essa causa e obtenham mais renda. Estamos fortalecendo não só o agronegócio, mas toda a economia catarinense”, destacou o secretário.

O agricultor Osni Damann recebeu as lideranças em sua propriedade para a primeira colheita de trigo voltado para ração em Santa Catarina. Segundo ele, este é o segundo ano de produção e a produtividade chegou a 55 sacos/hectare. A partir da colheita, Osni ocupará a área para o cultivo de soja.

Segundo o presidente da Cooperativa Regional Agropecuária Vale do Itajaí (Cravil), Harry Dorow, o Programa do Governo do Estado trouxe um novo ânimo para a produção de cereais em Santa Catarina. “Em 2018, nós tínhamos uma produção de 30 mil sacos de trigo e este ano, incluindo a Serra Catarinense, nossa projeção é chegarmos a 320 mil sacos de cereais de inverno para ração animal”, ressaltou.

Incentivo ao Plantio de Cereais de Inverno em SC

Para diminuir a demanda de milho das cadeias produtivas de carnes e leite, o Estado investiu R$ 5 milhões no Projeto de Incentivo ao Plantio de Cereais de Inverno Destinados à Produção de Grãos. O incentivo ao plantio e à distribuição de sementes foi realizado em parceria entre Secretaria de Estado da Agricultura, Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), da Cooperativa Regional Agropecuária Vale do Itajaí (Cravil), Cooperativa Regional Agropecuária Sul Catarinense (Coopersulca), Cooperalfa e Cooperativa Agroindustrial Cooperja.

A execução da pesquisa para avaliar o desempenho de cultivares de trigo, triticale e centeio e posterior plantio das culturas de inverno ocorreu em cinco regiões catarinenses. As áreas foram implantadas nos municípios de Chapecó, Jacinto Machado, Canoinhas, Rio do Sul, Turvo e Campos Novos, com avaliação de 30 cultivares em diferentes solos e climas.

Safra 2021/2022

De acordo com estimativa da Epagri/Cepa, Santa Catarina deve colher a maior safra de trigo dos últimos dez anos, com produção de 348 mil toneladas, um incremento de 102% em relação à safra anterior. O cenário resulta do crescimento de 74% na área plantada, reflexo dos bons preços pagos aos produtores, associados ao incentivo do Governo do Estado no cultivo de cereais de inverno.

O grande esforço de Santa Catarina para aumentar o cultivo de cereais de inverno se dá pelo imenso consumo de milho da cadeia produtiva de carnes e leite. O agro catarinense consome mais de sete milhões de toneladas do grão por ano e grande parte é importado de outros estados ou países. Na safra 2020/2021, as lavouras do estado sofreram com a estiagem prolongada, além dos ataques da cigarrinha-do-milho, e a produção acabou com uma queda de 27%. As estimativas do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa) apontam para uma colheita de 1,8 milhão de toneladas, sendo necessário importar cerca de 5,5 milhões de toneladas do grão este ano.

Informações adicionais para imprensa:
Paulo Henrique Santhias
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural
E-mail: [email protected]
Fone: (48) 3664-4418/ 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br

Fonte: Governo SC

Comente com o Facebook