Santa Catarina terá programa voltado ao desenvolvimento florestal


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

A Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural e a Câmara de Desenvolvimento da Indústria Florestal da Fiesc estão desenvolvendo uma série de medidas para aumentar o plantio florestal e a capacidade produtiva catarinense, principalmente de pequenos e médios produtores. A intenção é que o estado tenha um crescimento de 5 mil hectares plantados com florestas por ano.

“Queremos retomar o programa para incentivar o reflorestamento em Santa Catarina. Serão desenvolvidas várias ações para facilitar o acesso ao crédito para os produtores rurais, além de reforço na assistência técnica e pesquisa agropecuária. O Governo do Estado é um grande parceiro do setor produtivo, as linhas gerais do programa estão alinhadas e agora trabalharemos nas ferramentas disponíveis para fortalecer o setor florestal”, destaca o secretário da Agricultura, Altair Silva.

Entre as ações propostas pela Secretaria da Agricultura está o inventário das florestas comerciais existentes, com o mapeamento das áreas plantadas e o estoque futuro de madeira. Além da criação de um programa de incentivo à produção florestal em pequenas e médias propriedades, que contempla apoio à regularização fundiária e ambiental, desenvolvimento do programa de integração lavoura, pecuária e florestas e capacitação técnica.

Segundo o analista da Epagri/Cepa, Luiz Toresan, é importante ainda pensar em um modelo para aprimorar o relacionamento entre indústria e produtor, buscando inspirações em outros setores do agronegócio. “Nós precisamos pensar em um modelo que traga mais segurança para o produtor e isso deve ser construído pela indústria pensando no longo prazo. Em 10 anos podemos ter um acréscimo de 50 mil hectares plantados, o que representa um aumento muito significativo”, ressalta.

As ações do Governo do Estado vêm ao encontro das demandas do setor e traz uma nova onda de otimismo para a cadeia produtiva. “Estamos felizes com essa boa vontade da Secretaria da Agricultura e temos certeza de que poderemos colher bons resultados. Com certeza será um programa exitoso, que trará grandes resultados no longo prazo”, afirma o presidenta da Câmara de Desenvolvimento da Indústria Florestal da Fiesc, Odelir Battistella.

Cenário atual do setor produtivo

Grande polo moveleiro, Santa Catarina vem reduzindo as áreas destinadas ao reflorestamento e a falta de matéria-prima já preocupa o setor industrial. As terras, que antes eram ocupadas com pinus ou eucalipto, agora são destinadas ao cultivo de culturas como a soja, milho e pastagem, e em cinco anos o estado teve uma redução de 72,3 mil hectares na área de silvicultura.

Números do setor florestal

Santa Catarina é o maior produtor e exportador de madeira serrada do Brasil e o quinto maior estado com base florestal plantada. Em 2020, os produtos florestais responderam por 18,7% do total de exportações do estado, com US$ 1,52 bilhão de faturamento. A indústria florestal catarinense gera cerca de 90 mil empregos diretos e conta com 16 mil produtores de pinus.

Um levantamento contratado pela Associação Catarinense de Empresas Florestais (ACR) e desenvolvido pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc-CAV), identificou que a área total com florestas plantadas no estado é de 828,9 mil hectares. Desta totalidade 553,6 mil hectares (67%) são área com Pinus; e 275,3 mil hectares (cerca de 33%) estão ocupados com Eucalyptus.

Informações adicionais para imprensa:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural
E-mail: [email protected]
Fone: (48) 3664-4417/ 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br

Fonte: Governo SC

Comente com o Facebook