Festival de Cinema Nacional de Chapecó estimula o setor audiovisual na região


Encerrou no último domingo, 24/10, o Festival de Cinema de Nacional de Chapecó.

Em sua primeira edição o projeto trouxe 49 filmes, de diferentes localidades do País,

disponíveis de maneira gratuita ao público. Integraram a programação a Mostra

Competitiva, com documentários e filmes de ficção, a Mostra Audiovisual Universitária,

com a produção de estudantes de diferentes universidades do País, e a Mostra de

Cinema Chapecoense, um espaço reservado para a produção local. Além das

exibições a programação do evento trouxe ainda mesa-redonda, conversas com

realizadores, oficinas gratuitas oportunizando a capacitação e a troca de experiências

entre os profissionais da área.

Contemplado pelo Prêmio Catarinense de Cinema da Fundação Catarinense de

Cultura, o projeto foi idealizado e desenvolvido pela Associação de Cinema e

Vídeo de Chapecó e Região – Cinelo, em parceria com a Prefeitura de

Chapecó, curso de audiovisual da Universidade Comunitária Regional de

Chapecó, e apoio da agência Chaminé. A ação marca ainda mais o bom

momento vivenciado pelo setor audiovisual em Chapecó, resultado de todo o

empenho e luta dos fazedores de cinema junto a ações, desenvolvimento e

construção de políticas públicas no setor.

Para Augusto Zeiser, coordenador geral da Cinelo, o Festival é uma grande

realização. “O Festival foi um grande sucesso, tínhamos o objetivo de ser uma

janela para o cinema em Chapecó e na Região Oeste e temos certeza que

conseguimos. Os número prévios que começamos a ter acesso mostram que

os filmes mais vistos foram os chapecoenses, muitas cidades da região – como

Xanxerê e Quilombo, junto com Chapecó – estão entre as 10 cidades que mais

visualizaram os filmes na plataforma InnSaeiTV, e isso mostra que o propósito

foi cumprido”, explica.

O Festival teve como objetivo central valorizar o cinema nacional, mapear

essas produções e exibi-las a fim de incentivar o consumo dos filmes

brasileiros e oportunizar o acesso, democrático, à esses materiais.

Premiações

O público e um júri especializado convidado pelo Festival de Cinema, pode

votar e escolher os melhores filmes da Mostra Competitiva, nas categorias

documentário e ficção.

Documentários

Prêmio do público: “Fragmentos de Gondwana”, de Adalberto Oliveira;

Prêmio do Júri:

1º lugar: “Tempo de Derruba”, de Gabriela Daldegan;

2º lugar: “Trindade”, de Rodrigo Meirelles;

Menção honrosa: “Vida Dentro de um Melão”, de Helena Frade;

Ficção

Prêmio do público: “Até Onde a Vista Alcança”, de Ricardo Weschenfelder;

Prêmio do júri:

1º lugar: “Os Últimos Românticos do Mundo”, de de Ricardo Weschenfelder;

2º lugar: “A Melhor Versão de Mim”, de Kallio Aquile.

Créditos

Texto: Camila Almeida

Artes: Divulgação

Fotos: Estudantes Audiovisual Unochapecó

Imagens/Artes:

https://drive.google.com/drive/folders/1Hrjd6HjHwQ…

Comente com o Facebook