Migração é tema de simpósio em Chapecó


Com cerca de 14 mil imigrantes, de 44 nacionalidades, Chapecó sedia nesta segunda-feira o I Simpósio de Migração de Chapecó e Macrorregião Oeste de SC, que iniciou pela manhã e prossegue à tarde, no Centro de Cultura e Eventos Plinio Arlindo de Nes, em Chapecó.

Na abertura do evento, o prefeito João Rodrigues conversou com o imigrante venezuelano Jimmy Mendez, que veio a Chapecó buscar reconstruir sua vida, devido a crise econômica que vive seu país natal. “Na Venezuela eu era empresário do ramo de segurança eletrônica e vim para o Brasil por necessidade”, disse. Em Chapecó ele trabalha numa empresa do ramo de segurança privada.

O prefeito João Rodrigues lembrou que, quando assumiu a gestão, em janeiro, determinou para a secretária de Assistência Social, Elisiani Sanches, ações para retirar e acolher as pessoas que estavam na rua, muitas delas imigrantes.

“Tínhamos cerca de 160 pessoas na rua, entre elas mulheres e crianças, dormindo em construções abandonas, em colchonetes, muitas convivendo com drogados a alcóolatras. Nós demos abrigo para as pessoas, demos comida, banho e as encaminhamos para um trabalho”, disse o prefeito. Ele citou que alguns imigrantes já são empresários em Chapecó.

Pela parte da manhã o evento teve a apresentação da Organização Internacional para Migrações (OIM) e apresentação do Centro de Atendimento ao Imigrante (CAI), que é vinculado a Secretaria de Assistência Social e funciona no Terminal Rodoviário Raul Bartolomei.

De acordo com o coordenador do CAI, Natan Oletto, somente em 2021 foram 9,8 mil atendimentos como encaminhamento para os Centros de Referência em Assistência Social, orientação de documentação, solução de conflitos familiares, passagens, encaminhamento ao mercado de trabalho e também cursos profissionalizantes dentro do programa Oportuniza Chapecó

A secretária de Assistência Social, Elisiani Sanches, disse que o evento é importante para estabelecer parcerias que permitam um melhor atendimento das demandas dos imigrantes não só pelo poder público, mas pela sociedade como um todo.

Hoje à tarde haverá um treinamento sobre documentação ministrado pelo responsável pela Unidade de Polícia de Imigração da Delegacia de Polícia Federal em, Alcione Vergil.

Mais de 400 pessoas estão participando do evento, que é uma promoção da Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Chapecó, (CAI), Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina (Amosc) e Polícia Federal.

Também estiveram na abertura o vice-prefeito, Itamar Agnoletto, o delegado da Polícia Federal, Fabrício Argenta, o representante da OIM, Willian Conceição, o promotor de Justiça da Promotoria Regional de Segurança Pública de Chapecó, Simão Baran, o tenente-coronel comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar, Ademir Barcarollo, o Delegado Regional da Polícia Civil, Ricardo Casagrande, o Diretor de Segurança Pública, Clovis Ari Leuze, além da representante da Amosc, Marlete Bruschi Weschenfelder, e da Câmara de Vereadores de Chapecó, Sueli Suttili.

Comente com o Facebook