Entusiasmo marca aula inaugural do programa de aceleração de negócios em Chapecó


Aprender para aprimorar o seu negócio, adquirir conhecimentos com outros empresários, incrementar a renda mensal, aumentar o número de clientes e, consequentemente, trocar de modalidade jurídica. Esses são alguns dos objetivos dos 84 microempreendedores individuais (MEIs) que iniciaram, nesta semana, o Programa Salto Aceleradora de MEIs em Chapecó, no oeste catarinense. A iniciativa é da Administração Municipal de Chapecó, do Simplifica Chapecó e do Sebrae/SC por meio do Programa Cidade Empreendedora. O Salto é operado pelo Impact Hub Floripa – uma rede global de apoio a empreendedores.

Durante dez semanas de formação gratuita e on-line os participantes passarão por uma trilha de conhecimentos sobre autodesenvolvimento, modelo de negócios, mercado, finanças, marketing digital, vendas e pitch (breve apresentação do negócio). A metodologia combina elementos de ponta do mundo das incubadoras e aceleradores de negócios, com foco no uso das novas mídias e no desenvolvimento profissional e pessoal. Entre as atividades estão: oficinas, workshops, laboratórios de troca de experiências, mentorias e interação no desenvolvimento de uma rede de networking.

“Queremos que os microempreendedores cresçam de maneira sustentável e estruturada. Estamos disponíveis pelo Simplifica Chapecó para auxiliar e orientar quem deseja aprimorar a gestão empresarial ou quem pretende iniciar o seu negócio. O Salto é uma oportunidade única para quem deseja encurtar o caminho dos processos e otimizar o tempo com os ensinamentos de outros participantes”, ressaltou o gerente do Simplifica Chapecó, Ivan Barbiero.

O consultor articulador do Programa na região, Américo do Nascimento Júnior, reforçou que o Cidade Empreendedora visa promover o desenvolvimento social e econômico dos municípios. A transformação local ocorre pela implantação de políticas de desenvolvimento para criação de um ambiente de negócios mais favorável aos empreendedores do município.

“O Salto Aceleradora de MEIS é uma das soluções escolhidas pela Prefeitura para serem executadas dentro do Cidade Empreendedora, através dela, os participantes vão desenvolver e aprimorar suas habilidades e comportamentos empreendedores, entender o seu negócio e visualizar seu crescimento”, antecipou Américo.

Depoimento

A empreendedora social e consultora na área de empreendedorismo, inovação e turismo criativo, Maria Elizabete, participou neste ano do Salto em Pernambuco. “Antes eu não conseguia dizer: eu tenho um negócio. Ao longo das atividades fui me entregando aos processos de colaboração, de estar em rede e das parcerias. Estou há 13 anos com CNPJ para resolver um problema burocrático, mas foi o Salto que me tornou empresária. Hoje estou vivendo o que queria e consigo ver meu negócio”, relatou.

Maria é advogada e fez a transição de carreira para trabalhar com turismo. Atualmente a empresa atua com consultoria, assessoria e desenvolve produtos autorais. “Se me perguntarem qual foi o maior ganho que tive com o Salto, sem sombra de dúvida, posso responder que foi o início da elaboração do e-commerce, que deverá estar pronto até dezembro deste ano. Minha orientação aos participantes é de que sejam ousados”, enfatizou.

Na aula inaugural os participantes conheceram a equipe que os acompanhará no processo (líder de turma, moderador e facilitadores) e esclareceram dúvidas sobre o aplicativo dos encontros semanais e da plataforma de atividades. Também tiveram a oportunidade de abordar suas expectativas com a iniciativa, a exemplo de ampliar a rede de contatos, identificar possíveis parceiros, distinguir uma linha segura de investimentos, migrar para microempresa, compreender como gerir melhor o negócio e se fortalecer comercialmente.

Comente com o Facebook