Formada comissão mista para analisar projetos de reajuste salarial do funcionalismo


Os deputados que integram as comissões de Constituição e Justiça (CCJ); Finanças e Tributação; e Trabalho, Administração e Serviço Público, decidiram, na manhã desta quarta-feira (6), instituir uma comissão mista para analisar de forma conjunta os projetos governamentais que tratam de reajustes salariais para o funcionalismo público.

A iniciativa partiu do deputado Milton Hobus (PSD), que preside a CCJ. “O governo vem enviando esses projetos [para a Assembleia Legislativa] a conta-gotas e isso é ruim demais para o Parlamento. Então a proposta é constituir essa comissão mista para que possamos cobrar o envio mais rápido dessas matérias e analisá-las em tempos parecidos”, disse o parlamentar, afirmando ainda que já se encontram na Casa projetos voltados para a segurança pública e o sistema prisional.

Favorável à proposta de Hobus, o deputado Marcos Vieira (PSDB), que preside a Comissão de Finanças, cobrou informações orçamentárias mais detalhadas por parte do Executivo estadual. “Quando os projetos chegarem é preciso que os deputados já saibam também qual o montante disponível para as categorias no ano que vem”, argumentou.

O deputado Volnei Weber (MDB), que preside a Comissão de Trabalho, acrescentou que o modelo de tramitação conjunta dos projetos permitirá o aprofundamento do diálogo com os setores envolvidos. “O objetivo da comissão mista é que nós, juntamente com o governo, possamos discutir para que tenhamos uma proposta equilibrada e global, para que todas as categorias tenham esperança de contemplação.”

Deputados integrantes da comissão mista:

  • Milton Hobus, Valdir Cobalchini (MDB) e Mauricio Eskudlark (PL), pela CCJ;
  • Marcos Vieira e Julio Garcia (PSD), pela Comissão de Finanças;
  • Volnei Weber e Moacir Sopelsa (MDB); pela Comissão de Trabalho.

Comente com o Facebook