PSL pede que SC abrace 470 e PL garante que União recupera rodovia


Ricardo Alba, representante do PSL, sugeriu ao governo do estado que abrace a recuperação da BR-470 de Apiúna até Pouso Redondo, no Alto Vale do Itajaí, enquanto o líder do PL, Ivan Naatz, garantiu que a União recuperará o trecho até Rio do Sul.

“Estou lançando uma provocação ao governo: já que abraçou a BR-470 com R$ 300 mi, abrace a BR-470 do Alto Vale, porque se for esperar recursos orçamentários do governo federal, a gente vai esperar sentado”, disparou Alba, que justificou a sugestão: “antes de apoiar o governo federal, eu apoio Santa Catarina”.

O deputado fez uma forte cobrança à bancada federal.

“Cadê a bancada federal para lutar pela BR-470? A gente vê o governo e o Parlamento catarinenses abraçando a BR-470, e quando a gente vê que o governo federal anunciou R$ 1 bi para a infraestrutura e nada para Santa Catarina, a gente se questiona, cadê a bancada federal?”, insistiu Alba.

Logo após o discurso de Alba, Ivan Naatz noticiou que o governo federal recuperará o trecho entre Apiúna e Rio do Sul.

“O ministro (da Infraestrutura) prometeu a assinatura de contrato para recuperação do piso do asfalto entre Apiúna e Rio do Sul. O ministro nos garantiu a assinatura do contrato nos próximos dias e isso acabou acontecendo”, informou Naatz, que comemorou na tribuna que uma empresa está “pronta para o recapeamento da BR-470”.

Jaison Barreto
Doutor Vicente Caropreso (PSDB) lamentou a morte do ex-senador Jaison Tupy Barreto (88), ocorrida domingo, em Balneário Camboriú, cidade que em que o lagunense de nascimento escolheu para passar os últimos anos de vida.

Caropreso destacou a participação de Jaison em um dos mais seletos grupos de políticos durante a ditadura, os autênticos do MDB, bem como a participação do político em momentos decisivos da história do país, como a aprovação da anistia, as Diretas Já e as discussões iniciais na Câmara e no Senado que culminaram com a criação do Sistema Único de Saúde (SUS).

O representante de Jaraguá do Sul lembrou da relação conturbada de Jaison com líderes dos partidos a que pertenceu, como o MDB, PDT e PSDB, além da atuação do lagunense como médico oftalmologista em Brusque e em Blumenau.

“Ele levantava o povo com seus discursos contundentes e inflamados”.

Ada de Luca (MDB) também lamentou a morte do companheiro de luta contra a ditadura, mas criticou a atitude do ex-senador de abandonar o barco emedebista.

“Foi decepcionante para o partido, se permanecesse, logo em seguida teria sido governador. Ele magoou muito os emedebistas, mas nós reconhecemos a sua importância histórica na derrubada da ditadura, sua virtude em combater o autoritarismo. Mesmo com mágoas, rendo homenagem a ele”, afirmou Ada.

Gustavo Bardim
Caropreso homenageou o adolescente Gustavo Bardim, de Guaramirim, pela conquista do primeiro lugar no programa The Voice Kids, da Rede Globo.

“Quero parabenizar a família, berço de tudo, e o Colégio Evangélico Jaraguá pela formação dentro da escola. Parabéns aos dirigentes, professores e incentivadores”.

Os deputados Ricardo Alba e Ismael dos Santos (PSD) também parabenizaram Gustavo pela conquista.

Mortes de adolescentes
Jessé Lopes (PSL) criticou as redes de televisão NSC e NDTV por denominarem em seus noticiários o jovem de 17 anos morto em confronto com a polícia, na Capital, de adolescente, conforme determina o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

“Uma pessoa envolvida com o tráfico e que estava com porte de arma ilegal e atirou na polícia”, ponderou Jessé, que comparou a cobertura da morte do jovem com a morte de outro adolescente, este último vítima do tribunal do crime, também em Florianópolis.

“Não importa porque esse aqui não tem muita importância. Passam a mão no crime”, denunciou Jessé.

ICMS menor em SC que no RS e PR
Sargento Lima (PL) relativizou o fato de que o percentual do ICMS que incide em Santa Catarina é de 25%, enquanto no Rio Grande do Sul é 30%.

“Falam que o Rio Grande do Sul cobra 30%, que o Paraná cobra mais que Santa Catarina, mas pago meus impostos em Santa Catarina, o que outros estados fazem não me interessa”, discursou Lima, acrescentando que os estados cobram o referido imposto “acima do preço médio ponderado para o consumidor final”.

Paulo Koerich
Ricardo Alba elogiou o delegado Paulo Koerich, que até recentemente comandou a Polícia Civil de Santa Catarina e o Colegiado da Segurança Pública.

“Fez um trabalho fantástico, enquanto chefiou o Colegiado, todos os números do seu trabalho são exitosos e merecem o nosso aplauso. Nos pegou de surpresa a mudança no comando, respeitamos a mudança, mas, haja vista que todos os números e dados são exitosos, não entendemos essa mudança”.

Recursos finitos
Ivan Naatz alertou para as promessas milionários do governo do Estado, tais como R$ 700 mi para 81 cidades do Oeste; R$ 280 mi para o Sul; e R$ 400 mi para o Planalto Norte

“A gente vai somando esses milhões todos e vai se assustando, fiz uma continha básica, já foi distribuído quase R$ 4 bi. O cofre está cheio, mas tem limite. Ano que vem tem a volta da estrutura hospitalar com as cirurgias eletivas; as escolas com os alunos; o transporte escolar; a volta do pagamento à União; reajuste dos professores e da PM; começo a pensar que no ano que vem a tendência é que isso não se realize”, previu Naatz.

Medicina na Uniarp
Valdir Cobalchini (MDB) ressaltou os investimentos realizados pela Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (Uniarp), campus de Caçador, visando a implantação do curso de Medicina.

“Construíram um novo prédio, com equipamentos de ponta, só encontrados em hospitais como o Albert Einstein. O curso utilizará o antigo Hospital Jonas Ramos como seu hospital universitário”, indicou Cobalchini.

Emendas para a região Serrana
Marcius Machado (PL) relatou maratona para viabilizar a execução de emendas impositivas individuais de sua autoria destinadas à Educação.

Segundo Marcius, uma emenda de 2019 para construir um toldo ligando o refeitório às salas de aulas de uma escola da região ainda aguarda execução, assim como a aquisição de instrumentos musicais e uniformes para uma fanfarra.

“Na conversa colocamos nossas angústias, é triste colocar recursos e você não ver a execução. Espero que a gente possa ter agilidade, porque nos angustia muito quando tem uma demanda de escola estadual e a gente fica com medo de indicar o recurso e não ser executado”, reclamou Marcius.

Mutirão para castração de animais
Marcius anunciou que emenda impositiva de sua autoria no valor de R$ 400 mil possibilitará a castração de animais de rua que estão recolhidos em casas de acolhimento em 18 municípios da região Serrana.

Veto ao auxílio à agricultura familiar
Adrianinho (PT) criticou o veto aposto pelo Presidente da República ao Projeto de Lei nº 823/2021, que cria o auxílio emergencial à agricultura familiar. O projeto é de autoria da bancada do PT e prevê medidas emergenciais para os agricultores familiares enfrentarem a crise.

“São R$ 2,5 mil de fomento emergencial, podendo chegar a R$ 3,5 mil se o agricultor tiver projeto de cisterna”, informou Adrianinho, acrescentando que o projeto também contempla a renegociação de dívidas e a liberação do programa Garantia Safra direto aos agricultores que apresentarem laudo de perda de safra.

Proibição de missões religiosas
Kennedy Nunes (PTB) criticou decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de proibir missões religiosas em terras indígenas.

“O Partido dos Trabalhadores quando não consegue fazer uma mudança no Congresso, recorre ao puxadinho para legislar e tem conseguido, grande parte dos ministros do STF foram indicados no tempo do Lula e da Dilma. Agora Barroso atendeu pedido do PT para proibir missões religiosas nas terras indígenas”, deplorou Kennedy, que exibiu imagens dos padres jesuítas ensinando o cristianismo aos indígenas.

Segundo Kennedy, com a decisão Barroso quer implementar o ateísmo no Brasil. “Um doido, um ateu”, classificou Kennedy, referindo-se ao ministro Barroso.

Comente com o Facebook