Covid-19: Rio tem o menor número de internações desde 2020

covid-19:-rio-tem-o-menor-numero-de-internacoes-desde-2020

O número de pessoas internadas por covid-19 na rede municipal de saúde do Rio de Janeiro caiu para o menor patamar desde o dia 6 de abril do ano passado. Hoje (27), o Rio tem 438 pacientes internados nos hospitais municipais. No auge da pandemia, esse total superou 1,5 mil pessoas. Notícias de Santa Catarina - SC HOJE NewsNotícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Os dados foram divulgados nas redes sociais pelo secretário municipal da Saúde, Daniel Soranz, que comemorou a queda. De acordo com o secretário, “os efeitos da vacinação na redução dos casos graves por covid-19 são incontestáveis. Hoje o Rio tem a menor quantidade de internados desde o dia 6 de abril de 2020”.

Soranz disse, ainda, que a taxa de ocupação de leitos na cidade está em 47%. “A vacinação em massa foi a responsável pela redução nos índices de internação por covid-19 e por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)”, explicou..

Vacinação

Nesta terça-feira (28) será aplicada nos postos de vacinação do município do Rio de Janeiro  a dose de reforço para idosos com 82 anos ou mais. A idade para esta dose va reduzindo com o passar da semana, até que no sábado (2) serão vacinadas pessoas com 78 anos. Também serão imunizadas pessoas com alto grau de imunossupressão com 40 anos ou mais e pessoas com 60 anos ou mais que tomaram a segunda dose, na cidade do Rio, até o dia 28 de fevereiro último.

As unidades seguem aplicando a segunda dose, conforme a data estipulada no comprovante de vacinação. O intervalo mínimo entre a aplicação da segunda dose ou dose única e a dose de reforço é de três meses para idosos e 28 dias para pessoas com alto grau de imunossupressão.

Documentos

Quem vai receber a vacina deve apresentar identificação original com foto, número do CPF e a caderneta de vacinação. Para a segunda dose, é importante levar também o comprovante da primeira aplicação. Pessoas com alto grau de imunossupressão devem apresentar comprovante de vacinação, documento de identificação e laudo médico digital do Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) com data inferior aos últimos 60 dias.

Comente com o Facebook