Projeto Arte nas Escolas e Comunidades já reúne mais de 1,3 mil alunos de Criciúma


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Com um mês e meio de funcionamento, o Projeto Arte nas Escolas e Comunidade já conta com a participação de mais de 1,3 mil alunos de 27 escolas municipais de Criciúma.   A inciativa possui aulas de balé, artes circenses, música, fanfarra e teatro, que são realizadas no contraturno escolar. O projeto é realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e a Fundação Cultural de Criciúma (FCC).

A ação está despertando nos alunos o interesse em atividades culturais e artísticas. Conforme o diretor de Cultura da FCC, Clairton Rosado, os professores estão monitorando o avanço dos estudantes, como por exemplo, com a timidez. “Tínhamos muitos casos de timidez e, agora, com as aulas, eles estão se mostrando mais concentrados e comprometidos, tanto nas aulas da base comum curricular, quanto nas de contraturno”, frisou.

As aulas também estão mostrando novos talentos nas áreas de dança, música e também no teatro. “Temos um caso de um aluno que escreveu um texto e estamos nos preparando para encenar. O projeto tem como intuito despertar a autoestima das crianças e ser um local para que elas possam explorar e potencializar as suas habilidades. Claro, é o primeiro contato, mas já podemos ver muitos talentos”, comentou o presidente da FCC, Zalmir Casagrande.

Outro exemplo do impacto do projeto para os alunos, foi as apresentações das fanfarras no início deste mês, em alusão a Semana da Pátria. “Ficamos admirados como em pouquíssimo tempo os estudantes já conseguiram fazer belíssimas apresentações e de uma forma tão sincronizada. Foi lindo de ver os nossos alunos tão dedicados e fazendo bonito”, falou o secretário municipal de Educação, Miri Dagostim.

Expectativa para o ano que vem

Com a grande adesão dos estudantes, as duas pastas pensam em ampliar o número de alunos atendidos. Para o ano que vem, a intenção é fornecer as aulas para 4 mil estudantes. Em paralelo, também está sendo desenvolvido um plano pedagógico para o projeto.

Comente com o Facebook